Pré-venda de O Cabeça de Cuia de Vinícius Bandeira

O livro O cabeça de cuia de Vinicius Bandeira em pé sobre uma mesa de madeira, ao fundo há uma cerca viva formando uma parede de plantas.

Vinícius Bandeira, teresinense e músico de formação, lança seu primeiro romance: O Cabeça de Cuia. A pré-venda vai até o dia 31 de março de 2022. O livro de 112 páginas pode ser obtido através do site da Editora Kotter (aqui), pela Amazon (aqui), Livraria Travessa (aqui), Martins Fontes (aqui) ou direto com o autor (ig: @viniciusbandeira_).

Sobre o livro

Em O Cabeça de Cuia, acompanhamos Crispim, enxergando o mundo pelos seus olhos, conhecendo os percalços de quem se encontra às margens da cidade e da vida. Crispim vive próximo à confluência dos rios Poty e Parnahyba, convivendo com as enchentes e as febres que assolam a região, com o abuso que a autoridade impõe àqueles que não têm para onde ir e com os próprios conflitos internos, que vêm e vão em frenesi.

Dotado de uma narração contrapontística, O Cabeça de Cuia desenvolve a tragédia de maneira múltipla, numa polifonia de estilos e vozes que se perdem no labirinto simétrico do romance.

“Enterradas em seus lares encontram-se as pessoas que hão de reviver pela manhã, surgir no sol de setembro, ver ao longe o fogo infinito que arde na mata seca, andar na croa do rio, matar a sede com saliva; nos lares encontram-se, alguns, alguns estão longe perdidos, nos lares, nos lares encontram-se, no sol, no fogo, nos lares.”

Com uma disposição não-linear, a história se monta como um quebra-cabeças que se clarifica à medida que avançamos nas andanças de Crispim. Passamos por praças, bares, igrejas, cabarés, cadeias e rios, vendo a dinâmica opressiva — pelos olhos lúgubres e cansados da vida na cidade — e os flagelos que atingem Therezina até os dias atuais, desaguando num desfecho de tragédia e paranoia.

O autor

Vinícius Bandeira é piauiense, nascido em Teresina em fevereiro de 1999. Sendo músico de formação — como estudante de Licenciatura em Música da Universidade Federal do Piauí (UFPI) —, atua como violonista, vocalista e compositor, com ênfase em música contemporânea. Como artista visual, participou de exposições em Teresina, mais notadamente, duas edições da Exposição de Arte Alternativa Piauiense, realizadas na Casa da Cultura de Teresina. Em fevereiro de 2020 começa a escritura de O Cabeça de Cuia, seu primeiro romance.

Foto em preto e branco de Vinícius Bandeira. Ele está em pé e de lado, possui o cabelo liso e barba. Ele está de olhos fechados. Ao fundo há o que parece ser uma rodoviária, e há um vulto de uma mulher caminhando.
Vinicius Bandeira (foto: Mayrton Moura)

A Editora Kotter organizou uma live de lançamento que contou com a presença do autor. Foi um bate-papo de quase uma hora em que conversaram sobre a produção do livro, sobre a estrutura da(s) narrativa(s), sobre a história e a lenda:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas