Tempo perdido, de Graça Vilhena

o esquecimento se fez
ao lado dos navios
que encalharam um dia
e apodreceram os cascos
na paciência do mar.
 
nada mais resta
em o pó das horas
da mentira nem a
necessidade do perdão
a vida agora ensina
um novo ritmo
na mobilidade dos dias
 
e se de vez em quando
bate um arrependimento
não é por ter te amado
sem a febre do contágio
mais por ter perdido
tanto tempo
muito mais em ti
do que em mim.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like