Alma no(do) Boca da Noite, por Noé Filho

Cada show é uma oportunidade única de surpreender o público e conquistar mais público, ainda mais em apresentações que são gratuitas como o Boca da Noite e outros projetos públicos de valorização da música autoral piauiense.

Na última quarta-feira, dia 26 de setembro, a Alma Roots fez uma apresentação que com certeza já ficou para a história do Boca da Noite, tanto pelo público que se fez presente quanto pela qualidade da produção e da música.

Ver espaço público sendo de fato ocupado para prestigiar música autoral piauiense é emocionante e mais emocionante ainda ver que mesmo com chuva quase ninguém foi embora. O que é fruto de um trabalho de anos feito com muito esforço e profissionalismo pela banda Alma Roots e também pelo cuidado na produção e divulgação do show.

É raro ver as bandas aproveitando o espaço do Boca da Noite para fazer o melhor show possível e atrair o maior número de pessoas. Com entrada franca, é uma excelente oportunidade para engajar o público que já conhece a banda quanto para levar a música para mais e mais pessoas.

E a Banda Alma Roots fez isso com maestria. Com a energia positiva que o reggae traz com toda propriedade, além de ser revigorante ouvir composições com engajamento social e político. Arte tem um papel importantíssimo na luta por um mundo melhor e que bom que temos compositores que têm consciência dessa responsabilidade.

A produção foi tão grande que eu, particularmente, achei que a iluminação e telão estavam em um ritmo e intensidade além do necessário. Às vezes menos é mais. E ao meu ver nada pode chamar mais atenção que os artistas que estão no palco, tudo deve complementar, somar, valorizar o brilho dos artistas. Também acho que a Esther Lima, backing vocal e que cantou uma música no show, poderia ter mais espaço ao longo dos shows da Alma Roots. O talento, potência vocal e presença de palco de Esther são enormes e poderiam ser melhor aproveitados para um show mais lindo ainda.

Quem foi pode ver a verdadeira alma do Boca da Noite. Um espaço da música autoral piauiense. Um espaço para a sociedade piauiense conhecer seus artistas. Um espaço para que os artistas apresentem seu melhor e com o maior cuidado e respeito possível a quem saiu de casa para prestigiar seus shows. A Alma Roots fortaleceu as raízes do Boca da Noite e espero que sirva de inspiração e referência para as bandas que se apresentarão nas próximas edições.

Alma Roots:
YouTube
Facebook
Instagram

5 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like
Leia mais

Receita de Bomba

A bomba é um salgado tipicamente teresinense. Ele surgiu quando a dona Marlene Ferreira, sua criadora, resolveu empanar e…
Leia mais

Receita de Cajuína

Cajuína é uma bebida não alcoólica, feita do suco clarificado e cozido do caju. A clarificação se dava…