A graça e encanto da jovem poeta Laura Vertunes

A escritora Laura Vertunes é filha de pais piauienses, natural de Teresina-PI, a jovem artista é uma apaixonada pela leitura e declama poesias desde os três anos de idade. Inspirada na vida e nas belezas do mundo, Laura faz da escrita uma forma de melhorar o mundo ao seu redor. Já apresentou-se no Salipi, Balada Literária e em eventos, encantando todos. A espontaneidade e simpatia de Laura Vertunes não cabe nas palavras, transcende nas atitudes e se materializa na sua voz. Dona de um sorriso que cativa qualquer ouvinte, a jovem poeta desfruta dos palcos com a propriedade de quem nasceu para brilhar.

Foto: José Ailson Nascimento

“Eu escrevo o que estou sentindo” Laura Vertunes

Nome Completo: Laura Vertunes Alves Paulo

Descrição: escritora

Data de Nascimento: 16/07/2009

Local de Nascimento: Teresina

Escrito por: Alisson Carvalho
Revisado por: Paulo Narley

Foto: José Ailson Nascimento

Despertando o amor pela literatura

Laura Vertunes declama poesia desde os três anos de idade, demonstrando uma profunda afeição pela literatura e uma aptidão para a área que chegou a surpreender até os pais. Sua sensibilidade para perceber as nuances do mundo chamou a atenção desde os primeiros anos de vida. A jovem escritora foi ao palco da Colégio Sagrado Coração de Jesus, que promove os Chás Poéticos e os Concursos de Poesias para os alunos, além de valorizar o lado lúdico e toda a criatividade da criançada. Laura Vertunes conta que nunca teve medo do palco, sempre gostou de declamar poesias e falar da beleza da literatura para as pessoas. Imersa no ambiente escolar e familiar, que dão todo suporte para que ela possa experienciar a sua aptidão pela arte, a escritora foi rizomaticamente transferindo a sua paixão pelas artes e cultura para todos ao seu redor.

A primeira poesia

Laura Vertunes é uma prova de que amor pela arte começa desde cedo, ainda na infância e toda essa paixão que começa com a leitura, é transferida gradualmente para a escrita. Um belo dia, durante um evento, Laura sente brotar o desejo da criação e inspira-se para criar a sua primeira poesia cuja profundidade do tema encantou os pais e os colegas. Laura conta que declamar é uma das sensações que mais a alegram e ela tem o pai, Fábio Paulo, não só um tutor, mas um cumplice na escrita que se inspirou na ilha para também começar a escrever os seus próprios textos. Segundo o pai, a primeira poesia da filha chamou a sua atenção, além de ter encantado o músico Ricardo Totte e alguns colegas. E a ligação da escritora com as letras é produto da ligação que a família possui pela literatura que, como relata Laura, já despertava a sua curiosidade desde quando ela presenciava as leituras vorazes da sua irmã, Camilly Paulo, pelos livros.

Foto: José Ailson Nascimento

O jardim de inspirações

Para Laura Vertunes, a inspiração é uma sensação que brota espontaneamente e em períodos férteis, nos quais as ideias fluem com mais facilidade. A poeta costuma criar semanalmente uma poesia. As palavras da poeta trazem a beleza do olhar de quem vê o mundo pela perspectiva da poética. Os temas das suas poesias variam, falam sobre a vida, dia dos professores, dia das avós e sobre todos os assuntos que, vez por outra, invadem o seu campo de visão e que despertam a sua curiosidade. “Eu me inspiro em uma folha que cai, paixão que se vai, em algo que você me disse”, declama. A poeta é uma observadora dos detalhes do mundo, aqueles cuja rotina dos olhares menos atentos não conseguem se ater e ela ornamenta cada um desses pequenos eventos com informações e rimas que engrandecem o ordinário, o comum, embelezando a vida de quem mergulha na sua poética encantadora.

Graças à literatura eu tenho mais ideias para escrever” Laura Vertunes

Foto: José Ailson Nascimento

Os livros invadindo a casa

Não é segredo para ninguém, os livros são os objetos mais valiosos para os escritores, tanto que na casa de Laura Vertunes a estante começa a invadir o resto do quarto, da casa, mesmo com a doação das obras já lidas. Segundo o pai, Fábio Paulo, o livro não para, pois depois de lido ele tem que passar adiante, encantar a vida de outros leitores. Mesmo assim, sempre tem aquela obra da qual não dá para se desgrudar e, para Laura, essas obras são os seus gibis da Turma da Mônica, pois as historias criadas por Maurício de Sousa conseguiram encantá-la. E, mesmo amando os livros e sendo uma aluna exemplar, Laura aproveita todos os seus horários de forma equilibrada, sempre com o tempo para estudar, brincar e fazer os seus deveres. Para os pais, é importante que ela compreenda o ato de estudar de forma saudável dando espaço também para o seu próprio lazer e vivenciando a sua infância. Além dos gibis, Laura Vertunes gosta de ler obras como “Fazendo Meu Filme 2”, de Paula Pimenta. Ela não nega a paixão pelas poesias de Bráulio Bessa e pretende começar a ler as obras de Serena Valentino.

A caçadora de flores

A caçadora de flores, Laura Vertunes, é uma amante das flores de ipês. Como escritora sensível que é, não podia deixar de criar versos que retratem todo o colorido da estação. Dessa busca pelas cores, surgiu a ideia de escrever sobre a paixão pelas flores. Apaixonada pela Medicina e Cinema, Laura pretende investigar mais sobre a carreira de cada uma dessas áreas, mas afirma que continuará seguindo o sonho de permanecer escrevendo e publicar o seu primeiro livro e quantos outros forem surgindo no seu jardim de inspirações. Sua inspiração é fonte inesgotável e sempre que pode ela deixa essa sensação fluir com as suas declamações. O rito da escritora para se debruçar sobre um livro começa com o título e as artes que compõem a obra, são os primeiros elementos que atraem a atenção de Laura. Além disso, como leitora, ela gosta de se identificar com as histórias e as personagens. Laura é uma apreciadora da arte e sempre que pode frequenta os eventos culturais, sejam saraus, peças teatrais ou musicais, pois ela adora conhecer tudo que pode sobre a cultura piauiense.

Foto: José Ailson Nascimento

O amor pela arte começa desde a infância

A escritora Laura Vertunes encanta a todos com as suas declamações, são palavras ditas com ternura e muita paixão, afinal depois de subir nos palcos ela nunca mais deixou a poesia. E a reação do público, para a escritora, é algo que não é possível mensurar, pois tudo que Laura deseja é transmitir um pouco da sua visão e os sentimentos para os seus leitores e espectadores. A escritora já envolveu toda a família nessa paixão e o envolvimento com as artes é tanto que os lugares mais visitados nas suas viagens são as livrarias. Laura escreve o que sente, o que encanta seu universo, o que desperta sua atenção e faz da literatura uma fonte de pesquisa para construir o seu próprio repertório como escritora. Laura é uma inspiração para todos que estão ao seu redor e segundo o pai, ela tem características que chamaram a sua atenção desde os primeiros anos de vida como o amor pelos animais, a sensibilidade,  principalmente para os detalhes da natureza, nuances que só são percebidas graças ao olhar poético despertado pela sua filha.

Contatos

 (86) 99911-4606

  (86) 98865-6499

Instagram.com/lauravertunes.the

e-mail: lauravertunes.the@gmail.com

Fotos

Vídeo

 

Última atualização: 07/10/2019

 

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

1 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like
Leia mais

Lais Rosa

Ela é um sucesso nas redes sociais, seus textos ultrapassaram as fronteiras e conquistaram admiradores de todas as…