As formas extraordinárias do Piauí esculpidas por Daniel Mendes

Foto: Batista Teles

O artista visual Daniel Mendes de Sousa é natural de Parnaíba-PI e traz nas suas criações uma forte presença da paixão pela natureza demonstrando de forma singular inúmeras formas que germinam nas suas mãos como uma maneira de comunicar todo o repertório de vivencias acumuladas ao longo da vida. Daniel tem uma mistura de abstracionismo, surrealismo, expressionista e sempre buscando novos saberes para agregar ao seu processo de criação que objetiva a inovação na forma e no conteúdo. Daniel Mendes já participou de diversas exposições coletivas como a Exposição da inauguração do complexo Porto das Barcas em Parnaíba (1992), Janeiro Arte (1996 a 2017), Artista do Litoral em Teresina (1994), Galeria 13 em Salvador (2008), Casa do Piauí no Rio de Janeiro (2009), Museu do Objeto em São Paulo (2018), entre outras. Além disso o artista também fez as exposições individuais: Sesc Avenida (2014), UFPI Campus Ministro Reis Velloso em Parnaíba (2017) e Criaturas SESC Caixeiral (2017). Daniel Mendes é uma das representações nas artes visuais piauiense, além da vasta experiência e da contribuição ele foi um dos artistas contemplado com o Prêmio Regional do Piauí.

Foto: Batista Teles

“A pintura representa maravilha das galáxias que me deixa levitar de prazer.” Daniel Mendes

Nome Completo: Daniel Mendes de Sousa

Descrição: Artista visual

Data de Nascimento: 28/07/1966

Local de Nascimento: Parnaíba-PI

Escrito por: Alisson Carvalho
Revisado por: Paulo Narley

Foto: Batista Teles

A tinta da infância nutrindo a inspiração

Daniel Mendes é um artista autodidata, desenha e pinta desde criança e recebeu grande apoio familiar para investir no seu dom. Sua infância foi regrada de muita arte, mas das idas ao rio com o pai e avô, a pesca era uma atividade corriqueira e que fazia o pequeno artista observar as nuances da natureza. Daniel rememora essa época, pois era quando o seu avô tingia as próprias roupas e velas com o pigmento do barro, além disso ter encalhado no final do igarapé durante uma tempestade foi um dos eventos que marcou esse período, pois apesar da sua admiração diante do paraíso natural, da fauna e flora única da região, ali era um lugar cheio de labirintos que só que conhece é capaz de não se perder. Todas essas imagens vão compor a palheta de elementos contidos na obra de Daniel e que reverberaram no decorrer dos anos sendo materializados por meio dos seus pincéis.

Foto: Batista Teles

Tecendo um caminho com a criação

Daniel Mendes embora tenha crescido imerso no universo artístico e fazendo da arte o seu cotidiano descreve como foi importante ter escutado no início da carreira de um colecionador que o seu trabalho tenha potência, pois tinha força e um grande futuro. Criar é uma necessidade difícil de barrar e irreprimível na vida do artista, quando eclode das profundezas da mente dificilmente pode ser suprimida. Por isso, por deixar que essa represa de ideias flua tranquilamente, Daniel conta que é na arte que ele se sente completo e feliz. Seu objetivo ao pintar ou esculpir alguma obra é justamente entender a alma humana e, nesse caminho empático de diálogo com outros indivíduos, provocar os sentidos ou tocar nas emoções do espectador. Para o artista a maior gratificação que existe é perceber que houve o envolvimento entre o olhar mais longínquo e a sua criação, além disso foi na arte que Daniel constituiu grandes amizades e parcerias, conheceu outros artistas e teceu uma história.

Foto: Batista Teles

O universo pictórico do artista

“A pintura representa maravilha das galáxias que me deixa levitar de prazer.” Com essa declaração Daniel Mendes demonstra a imensidão do poder da pintura que é capaz de comunicar independente de linguagem, rompendo várias fronteiras impostas pela variação linguística. Além disso, o artista como escultor permite uma interação sensorial com a sua obra, ampliando as formas de interação com a sua arte. A sua arte flutua por temas diferentes, mas que mantém a sua identidade artística que é bem marcante. Nesse sentido, embora aborde muitos temas a sua inspiração tem como principal fonte nutritiva a natureza que proporciona espetáculos de cores e formas inspiradores para o artista. E como fonte interna Daniel procura estar sempre entusiasmado com os mínimos detalhes da vida, do cotidiano, dos dados que o universo disponibiliza para a sua observação. Para o pintor e escultor é preciso ter um olhar 180° e estar atento aos sinais que a natureza demonstra. O olhar experiente do artista é capaz de enxergar em uma madeira à deriva ou em uma rocha abandonada pelo tempo narrativas que serão lapidadas pelas suas mãos sensíveis. O universo pictórico de Daniel Mendes navega por um oceano de formas disformes, extraindo da ancestralidade não apenas ferramentas e técnicas para a criação, mas para a sua performance diante da arte.

“A natureza é o que mais me inspira.” Daniel Mendes

Foto: Batista Teles

O contato nas exposições

Daniel expõe desde 1992 quando fez a sua primeira exposição coletiva na inauguração do complexo Porto das Barcas em Parnaíba, em seguida, 1996, ele é convidado para expor na Janeiro Arte e continua a expor anualmente no evento até 2017, depois disso não para mais. Seus trabalham circulam pelo Piauí, mas ultrapassam a fronteira do estado e chegam a ser apresentados em outras regiões do país. Para Daniel Mendes cada uma das exposições é importante pelo diálogo que proporciona, além de poder ter o contato direto com o público. As exposições também demarcaram a sua própria relação com a arte, pois foi durante duas exposições que participou que o artista percebeu que seu trabalho tinha ganhado maturidade, uma em Teresina e outra em Fortaleza. Dessas andanças ele destaca a forma como as suas obras surrealistas sensibilizavam, a reação positiva diante das suas criações foi algo que o comoveu, pois eram criações diferentes e que causavam diferentes emoções no público.

Foto: Batista Teles

Pesquisando elementos da natureza

Para Daniel Mendes a arte e os artistas deveriam receber uma atenção especial pelo caráter que ela proporciona, por ocupar diversos espaços na sociedade, lugares que ajudam a nutrir e embelezar a vida de maneira bem particular, algo que só a arte é capaz de fazer. Com isso, Daniel afirma que é importante criar mecanismos que ajude a aproximar o público do artista e ao fazer isso inúmeras oportunidades surgirão. O artista parnaibano frisa também que o seu processo de criação é bem focado na prática, na apreensão das técnicas e por isso está em constante transformação. Atualmente suas pesquisas enveredam para o estudo dos pigmentos naturais resultando em uma exposição apresentada no Sesc Caixeiral nos mesmos moldes da exposição Criaturas. Daniel Mendes é um artista que procura se colocar em posição de pesquisador, sempre buscando novas matérias-primas para compor os seus trabalhos e a sua paixão pela ancestralidade o leva a pesquisar extrato de raízes, folhas, flores, frutos, barro, pedras, entre outros elementos.

Foto: Batista Teles

As maravilhas da arte

Daniel Mendes é uma mistura de características que demonstram a flexibilidade dos próprios elementos utilizados nas suas criações, pois uma rocha esculpida pelo tempo pode ser ressignificada e ganhar outras leituras. Seu olhar treinado para enxergar a beleza contida na natureza encontra caminhos e técnicas para explorar recursos que na sua concepção podem ter sido utilizados por outros artistas do passado, quando as ferramentas eram mais primitivas. Daniel aprendeu com a vida que é preciso se renovar constantemente e mesmo buscando sair da sua zona de conforto ele consegue imprimir a sua identidade artística em cada nova técnica internalizada. Por meio da arte Daniel Mendes consegue se sentir mais próximo das pessoas, consegue sentir-se solidário e com as suas emoções mais afloradas. Para o artista é por meio dessa forma de conhecimento que o ser humano pode ser acalentado, persuadido e sensibilizado. O artista que teceu uma história com muitas pesquisas é uma das referências das artes visuais no Piauí e tem inspirado outras gerações de artistas com as suas obras.

Contatos

Facebook.com/DanielMendes

Tel (WhatsApp): (86) 9 9558-7644

Fotos

Exposições

Exposição da inauguração do complexo Porto das Barcas em Parnaíba (1992);

Janeiro Arte (1996 a 2017);

Artista do Litoral em Teresina (1994);

Exposição no Luxor Hotel em Teresina (1996);

Exposição do Banco do Brasil em Teresina (1997);

Exposição no Rio Poti Hotel em Teresina (1998);

Galeria 13 em Salvador (2008);

Casa do Piauí no Rio de Janeiro (2009).

Outras fontes

https://180graus.com/parnaiba/galeria-de-artes-carlos-guido-recebera-exposicao-e-oficina-de-artes-plasticas

http://www.pi.sesc.com.br/programas/cultura/apresentacoes-artisticas/753-exposicao-poeticas-visuais-do-primitivo-ao-natural.html

https://www.acessepiaui.com.br/imprimir.php?pg=ver_coluna&id=1803&imprimir=S

http://www.jornaldaparnaiba.com/2014/04/galeria-carlos-guido-recebe-exposicao.html

http://www.culturaparnaiba.com.br/2017/11/conheca-as-criaturas-do-artista.html

http://portaldocatita.blogspot.com/2018/12/giro-no-atelier-do-artista-plastico.html

 

Última atualização: 06/04/2020

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

3 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar
Leia mais

Wellington Soares

Wellington Soares é escritor e professor, natural de Teresina, é formado em Letras pela Universidade Federal do Piauí,…
Leia mais

Wêiler Barroso

Wêiler Barroso é ilustrador e estudante de Educação Física na UFPI. Com menos de dois anos divulgando seus…
Leia mais

Hugo dos Santos

Hugo dos Santos) é músico e compositor. Nasceu em Peixoto de Azevedo-MT. Seus pais fugiram para o garimpo,…