Filosofia do Trivial, de Francisco Miguel de Moura

Acendido o cigarro, o fumo passa

a alongar-se pro alto, com desdém.

Outro cigarro acende-se: fumaça

voa do peito, vai procurar quem?

Porque tão longe em cinza se consome,

voltamos a pensar outra desgraça,

outra tristeza que não sei o nome.

E a nossa vida esvai-se e se adelgaça !

Por um momento cresce e se avoluma,

por um momento cria a dor das crenças,

para depois se transformar em bruma.

Pensando bem (ou mal), a vida passa:

– Um punhado de crenças e descrenças,

um minuto, um cigarro, uma fumaça !…

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like