Poesia de Caio Negreiros

Na minha terra
Ninguém escuta o sabiá
Nem o balanço da palmeira
Nem as estrelas do mar
Os clarins já avisaram
Vão cegar o sabiá
Apesar do canto
Ou do peso de gritar.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas