A escrita envolvente de Nathan Sousa

O escritor ficcionista, ensaísta, poeta, letrista e dramaturgo Nathan Sousa é natural de Teresina, autor dos livros O percurso das horas (2012), No limiar do absurdo (2013), Sobre a transcendência do silêncio (2014), Um esboço de nudez (2014), Mosteiros (2015), Nenhum aceno será esquecido (2015), Dois olhos sobre a louça branca (2016), Semântica das aves (2017), e do monólogo O que te escrevo é puro corpo inteiro. Venceu por 04 vezes os prêmios da União Brasileira de Escritores, foi finalista do Prêmio Jabuti 2015 e do I Prémio Internacional de Poesia António Salvado. Tem poemas traduzidos para o inglês, francês, espanhol e italiano. É colunista do blog da revista Revestrés, membro da Academia de Letras do Médio Parnaíba, da Academia Piauiense de Poesia, e membro correspondente da Academia Galega da Língua Portuguesa (Galiza-ESP). “A literatura é a o meu baú de espelhos; meu instrumento mais afinado.”

“Escrever representa, para mim, um mergulho na parte obscura de meu eu, e isso me aproxima do mundo.” Nathan Sousa

Nome Completo: Carlos Nathan Sousa Soares

Descrição: Escritor

Data de Nascimento: 28/06/1973

Local de Nascimento:Teresina

Escrito por: Alisson Carvalho
Revisado por: Paulo Narley

Descobrindo a arte

Nathan Sousa é filho de Maria das Graças que era artesã e professora mais o caminhoneiro Carlos Antônio. E ele conta que conheceu as artes por meio da sua mãe que tinha uma coleção de livros dos mestres da pintura, por isso ele apaixonou-se primeiro pelas artes visuais. Concomitantemente cresceu também com o pai que além de ser eletricista rural, era um exímio amante da música. Essas primeiras referências foram guiando Nathan para a leitura e toda a paixão pelas letras foi ampliada quando ele conheceu a estante de livros da sua tia que o encantava. “Eu ficava vislumbrado com a estante. A minha preocupação não era me tornar um grande escritor e sim um grande leitor”, frisa. Nathan Sousa devorava os clássicos da literatura ocidental de tal forma que no ensino médio já tinha lido quase todos, sua sede pelos livros fez dele um frequentador assíduo das bibliotecas públicas de Teresina.

A inserção na literatura

Nathan Sousa começou escrever de fato tardiamente, segundo o próprio escritor. Ele inicia nas letras já adulto, seu primeiro livro foi publicado quando ele tinha trinta e oito anos de idade. Nathan conta que nunca tinha escrito nenhum poema, foi quando, em 2010, o escritor publica o seu primeiro livro “O percurso das horas” (2012). A partir disso Nathan começou a escrever de forma mais concisa e enveredar de vez para a poesia. A impressão e publicação da sua primeira obra foi concretizada graças ao investimento que o autor fez vendendo o seu automóvel carinhosamente apelidado de Bob Dylan. A obra tem inúmeros significados, não só por representar a sua estreia na literatura, mas por ser marcada por eventos que mudaram a vida de Nathan Sousa. “Eu publiquei meu livro seis meses depois da minha mãe falecer, aí eu tive que voltar em São Gonçalo. Aqui eu me deparei com todos os meus fantasmas, de maneira que eu nunca larguei a literatura porque eu fiz um juramento no leito de morte da minha mãe que iria me tornar um dos grandes nomes da literatura portuguesa, era o meu propósito”, afirma.

Uma nova linguagem poética

Nathan Sousa é formado em Administração e formado no curso Tecnólogo em Marketing, logo a sua ligação com a literatura aconteceu de forma espontânea, por isso ele se considera um autodidata. O escritor comenta que o seu primeiro livro “O percurso das horas” (2012) não tardou para cair nas mãos de críticos literários e jornalistas, ou seja, a sua primeira obra repercutiu de maneira positiva, recebendo, inclusive, uma crítica positiva do Herculano Morais, entre outros escritores. Nathan Sousa é destaque em diversos concursos literários brasileiros, já foi agraciado com o Prêmio Assis Brasil (2013), o Prêmio LiteraCidade (2013), o Prêmio Machado de Assis (2015) – Confraria Brasil-Portugal – e o Prêmio José de Alencar (2015) da União Brasileira de Escritores – UBE. Apesar da escrita tardia, Nathan Sousa encantou e encanta leitores com a escrita poética bem particular, apontada como inovadora pela crítica literária, e motivo de inúmeras premiações.

“A literatura é a o meu baú de espelhos; meu instrumento mais afinado.” Nathan Sousa

Tecendo obras

Nathan Sousa comenta que as suas obras têm um elemento recorrente que é o tempo e a transcendência. Essas características presente nas suas obras é resultado do seu contato com a filosofia. Nathan Sousa, como um apaixonado pela literatura, lê diversos gêneros e também escreve em diversos gêneros. Seus livros não seguem um padrão, ele já publicou obras com características completamente diferentes, de poesia à dramaturgia. “O meu processo criativo não é nada linear. É sempre pensando em temas que me agradam, em temas que eu queria ler e que eu não li ainda”, comenta. Sete meses após a publicação do seu primeiro livro Nathan Sousa ingressa na Academia de Letras do Médio Parnaíba e desde então vem acumulando prêmios e se destacando.

Referência na literatura piauiense

Nathan Sousa é um dos nomes da literatura piauiense que mais vem se destacando nacionalmente e vem inspirando cada vem mais novos escritores, atraindo o público com a sua escrita. O escritor que começou na poesia, enveredou para outras áreas sempre conseguindo demonstrar o fruto da sede pela leitura. Apesar de ter começado a escrever tardiamente, como ele mesmo conta, sua produção literária é tão intensa que já fez surgir nove obras que por sinal não passam despercebidas no mundo das letras. Nathan conquistou a crítica literária e é uma das granes referências da literatura piauiense.

Contatos

https://web.facebook.com/nathan.sousa.146

https://www.instagram.com/nathan_sousaescritor/?hl=pt-br

Fotos

Vídeo

 

 

Livros

O percurso das horas (2012);

No limiar do absurdo (2013);

Sobre a transcendência do silêncio (2014);

Um esboço de nudez (2014);

Mosteiros (2015);

Nenhum aceno será esquecido (2015);

Dois olhos sobre a louça branca (2016);

Semântica das aves (2017);

O que te escrevo é puro corpo inteiro.

Outras fontes

http://www.portalentretextos.com.br/materia/nathan-sousa-um-poeta-em-ascensao,13198

http://www.revistarevestres.com.br/blog/nathansousa/

Última atualização: 03/06/2019

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

14 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like
Leia mais

Lais Rosa

Ela é um sucesso nas redes sociais, seus textos ultrapassaram as fronteiras e conquistaram admiradores de todas as…