A atriz de Floriano, Iraci Costa

Iraci da Costa e Silva é uma atriz natural da cidade de Floriano, Piauí. A atriz possui curso técnico em Artes Cênicas (2010), pela Escola Técnica Prof. Gomes Campos (Teresina); é graduada em Psicologia (2014), pelo Instituto Superior de Educação São Judas Tadeu (Floriano). Além disso, é pós-graduada em Psicopedagogia e Gestão Escolar e em Metodologia do Ensino na Educação Superior. Possui, entre outras, experiência profissional no cargo de Auxiliar Administrativo no Espaço Cultural Maria Bonita (Floriano), professora de teatro em programas como o PRONATEC e o Mais Educação, coordenação do projeto “Vídeos nos Territórios da Cidadania”, entre 2014 e 2015. No ano de 2013, foi coordenadora pedagógica da revista Poesia e Desenho, além de coordenar o curso de Metodologia Científica, na Instituição São Judas Tadeu. No cinema, Iraci possui experiência na direção do documentário “118 ANOS – Imagens Vivas do Patrimônio Histórico de Floriano” (2015), foi assistente de direção de arte no longa “Três Pessoas, um Destino e um Desatino” (2009). Atuou nos curtas “Os Salvados” (2005) e “Pássaro Livre” (2012). No ano de 2014, ganhou o Troféu Melhores do Ano do Teatro Piauiense, como melhor figurinista. Em 2015, foi premiada como melhor atriz – categoria infantil – no 4° Festival Nacional de Teatro – Pontos de Cultura e Grupos Independentes.

“O teatro representa força e resistência” Iraci Costa

Nome Completo: Iraci da Costa e Silva

Descrição: Atriz

Data de Nascimento: 30/01/1985

Local de Nascimento: Floriano

Escrito por: Paulo Narley

O princípio da arte

Natural de Floriano, Piauí, Iraci Costa conta que conheceu os caminhos artísticos bem cedo, ainda na adolescência. A vontade de atuar em peças era latente na jovem Iraci. Ela assim afirma: “conheci as artes na adolescência. Desde cedo, tinha grande vontade de atuar; então, comecei aos dezesseis anos, fazendo teatro na igreja”. Logo depois dessas primeiras experiências nas peças apresentadas na igreja, a atriz não parou mais. Assim, ela começou a participar de grupos de teatro, como o Grupo Escândalo Legalizado Teatro, com o qual atuou em várias peças, tais como: Castelo Rá Tim Bum, A Bela Adormecida, A Gata Borralheira, entre outras; partindo daí a sua vasta experiência nos palcos e seu talento.

Para além dos palcos

Além da vasta experiência com o palco, Iraci da Costa possui um currículo diversificado. A atriz já atuou como professora de teatro em diversos pontos culturais, não só do estado do Piauí, mas também no Maranhão, Tocantins e Ceará. Nessas oportunidades, ensinou a arte do fazer teatral, além de auxiliar na montagem de espetáculos dos mais diversos gêneros da dramaturgia brasileira. Ela também participou, e ainda participa, da produção do Festival de Teatro e de Cinema, que acontece anualmente na cidade de Floriano, Piauí. Dessa forma, Iraci da Costa e Silva se mostra uma profissional multifacetada, levando sua competência e talento para os mais diversos campos da produção cultural.

O processo de construção de personagens

Ser artista não é um caminho fácil, requer disciplina, estudo e foco, não basta o talento sozinho. Um dos momentos cruciais para uma atriz é o desenvolvimento da personagem. Iraci da Costa conta que seu processo de construção de personagem é bem intenso. Ela afirma que a primeira coisa a ser feita é uma pesquisa, no intuito de descobrir o máximo possível a respeito da personagem a ser levada para o palco. Por isso, representar não é somente reproduzir, mas, sobretudo criar e saber conciliar o laboratório com o estudo já que a inspiração aliada às pesquisas ajudam a preencher algumas lacunas. E, para a atriz, quando a artista não encontra informações suficientes, entra em cena criatividade do ator. Assim, estudo, um processo mais metódico, e inspiração, um processo mais espontâneo, caminham lado a lado, de mãos dadas, no fazer artístico do atriz.

“Conheci as artes na adolescência e desde cedo tive vontade de atuar.” Iraci Costa

A Paixão de Cristo em Floriano, Piauí

A Paixão de Cristo, direção de Alisson Rocha e organização do Grupo Escândalo Legalizado de Teatro – ESCALET –, é um espetáculo bíblico que atrai milhares de turistas, além da população local, para Floriano, cidade do Piauí. As apresentações acontecem sempre nos dias anteriores ao Domingo de Páscoa, no Teatro Cidade Cenográfica, sendo de suma importância para o turismo da cidade. Desde o ano de 2002, Iraci da Costa atua no espetáculo. Além de outros artistas locais, com A Paixão de Cristo, Iraci teve a oportunidade de encenar ao lado de atores reconhecidos nacionalmente. Assim, ela frisa a importância do espetáculo para a sua carreira, afirmando ser está a maior história da humanidade. Nas diversas vezes em que atuou na peça, Iraci deu vida a nomes como Maria Madalena, Verônica, Cláudia Pilatos, Herodiades, entre outros. Dessa forma, é possível perceber quão variado é o talento da atriz.

As dificuldades e os prazeres do caminho artístico

O caminhar para quem decide se dedicar à arte, seja ela qual for, é, por muitas vezes, dificultoso. Iraci aponta que um dos percalços encontrados no teatro é a desvalorização, o que acaba exigindo do artista uma grande força de vontade para continuar. “A arte, em Floriano, é como um sonho que você sabe que existe, conta-se a alguém e fica nisso”, afirma a atriz. Porém, mesmo com todos os obstáculos, o teatro termina por ser um caminho prazeroso para aqueles que decidem trilhá-lo. Um desses prazeres, segundo a artista, é a alegria de ver o trabalho concluído e os aplausos da plateia, que dão a certeza de trabalho bem-feito. Assim, o teatro, para Iraci, representa resistência. Para ela, uma vez que você é pego por esse fazer artístico, não é possível escapar de suas garras. “Eu diria para as gerações futuras que fujam do teatro o quanto antes!”, brinca a artista.

Os Tais do Teatro

Desde 19 de fevereiro de 2006, a Companhia Os Tais do Teatro atua no cenário piauiense. Além da atriz Iraci da Costa, a Companhia conta com diversos profissionais, oriundos de outros grupos de cultura. A Companhia não limita seu trabalho apenas ao cenário teatral. No ano de 2006, o grupo desenvolveu atividades socioculturais voltadas para o público infantil, como espetáculos circenses apresentados em praça pública. Dentre o seu histórico de espetáculos, estão O Mágico de Oz, O Rapto das Cebolinhas, O Rei Leão, Quem Roubou Minha Luz?, e muitos outros. E o grupo não para. Em 2019, aconteceu a estreia de Brincando no Escuro, com direção de Iraci da Costa e texto de Carlos Antonholli. Já para o segundo semestre de 2019, há a previsão de estreia do espetáculo A Cantora Careca. Dessa forma, Iraci da Costa, juntamente com Os Tais do Teatro, firma-se como um grande nome de fomento do teatro piauiense.

Contatos

Facebook.com/iraci.costa.39

Instagram.com/iracicosta23

Fotos

Vídeo

Espetáculos

Como atriz

Castelo Ra Tim Bum;

A Bela Adormecida;

A Gata Borralheira;

São Francisco de Assis;

A Paixão de Cisto;

O Pagador de Promessas.

Como diretora

O Mágico de Oz;

O Rei Leão;

O Rapto das Cebolinhas;

Quem Roubou Minha Luz?;

O Saltimbancos;

A Brixinha que Era Boa;

Pelos Caminhos da Perdição.

 Outras fontes

https://leiturartes.com.br/floriano-esta-pronta-para-receber-o-maior-espetaculo-do-ano

http://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2013/01/o-pagador-de-promessas-retorna-aos-teatros-do-piaui.html

Última atualização: 20/08/2019

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like
Leia mais

Lais Rosa

Ela é um sucesso nas redes sociais, seus textos ultrapassaram as fronteiras e conquistaram admiradores de todas as…