Kelly Campello: o teatro como alimento para a alma

A atriz Kelly Campello é natural de Teresina-PI, mas cresceu em Monsenhor Gil e hoje é radicada em São Paulo. Ela é formada no curso técnico da Escola de Teatro Gomes Campos, já participou do Grupo Raízes de Teatro, Grupo Satyros, fez residência no Grupo Pândega da Maria Alice Vaqueiro e foi idealizadora do grupo de pesquisa cênica Ao Casarão. Kelly já participou de peças como “Senhor Rei e senhora rainha” e “Contrato final uma história de futebol”. Além disso, ela participou na direção de cena da peça “Macumba antropófaga”. Atualmente, a atriz compõe o elenco de atores do Teatro Oficina, onde vem desempenhando diferentes papéis e se aperfeiçoando nas artes cênicas. O teatro é meu oficio é o que eu sei fazer da vida e é também meu elixir da juventude é o lugar onde me sinto livre e forte, onde eu acredito que tudo é possível.

 

“O teatro formou a pessoa que sou hoje, ele me aterra, me faz ser mais sensível e presente.” Kelly Campello

Nome Completo: kelly Campêlo Carvalho

Descrição: Atriz

Data de Nascimento: 18/09/1985

Local de Nascimento: Teresina,PI

Escrito por: Alisson Carvalho
Revisado por: Paulo Narley

 

Experimentando a vastidão das artes

Kelly Campello começou a experimentar atividades artísticas ainda na infância com as apresentações de dança orientadas pelas professoras. E ela destrincha mais ainda essa memória lembrando que teve a oportunidade de conviver com os tios, um era músico e o outro DJ. Nesse período, por influência dos tios, ela passou a escutar desde os Beatles até música clássica. Além disso, Kelly conta que a sua mãe sempre incentivou a prática de atividades artísticas e de esportes. Embora tenha nascido em Teresina, a infância da pequena artista se deu em Monsenhor Gil, onde ela passou boa parte da vida. Lá, moravam os tios, primos e avós de Kelly, e é nesse universo mais bucólico que inicia a ligação da artista com as artes. Como se não bastasse ter participado de tantas atividades, Kelly Campello e as amigas de infância criaram o grupo Trovão Girls, que era um grupo de dança focado em coreografias próprias, com canções autorais. Nessa época, ela tinha apenas nove anos de idade.

 

Uma paixão cotidiana

Enquanto ia se desenvolvendo, Kelly Campello participou de grupos de dança, fez três anos de balé clássico em um projeto desenvolvido pela prefeitura de Monsenhor Gil, além disso a artista fez aulas de música, teatro e capoeira (esporte que praticou durante quinze anos e se tornou instrutora graduada). Ela experimentou tudo que pode, além de ter se jogado para os diversos grupos de Quadrilha que se apresentavam no período junino. Kelly participou do grupo amador Sola de Sapato e de algumas montagens da Paixão de Cristo ainda em Monsenhor Gil. As atividades que começaram recreativas foram se aprofundando e fazendo parte da sua rotina.

 

A trajetória de uma atriz obstinada

Em Teresina Kelly Campello ingressou na segunda turma da Escola Técnica de Teatro Gomes Campos, além de ter participado do Grupo Raízes de Teatro e apresentado o espetáculo “Senhor Rei e Senhora Rainha”, a atriz também atuou no espetáculo “Contrato final uma história de futebol” montado pela A&C Produções. Posteriormente Kell muda-se para São Paulo e lá participa da oficina de atores do grupo Os Satyros e integra a performance “Trincha” do espetáculo Satyricon, no ano seguinte ela conta que fez uma residência artística com o grupo Pândega da Maria Alice Vergueiro promovido pela SP Escola de Teatro. E depois, junto com alguns amigos, monta um coletivo de pesquisa cênica chamado Ao casarão, coletivo que constrói o espetáculo chamado Rituais Reversos na ocupação artística da casa amarela no centro de São Paulo. No ano seguinte Klly Campello participa do processo seletivo para integrar a segunda dentição da universidade antropófaga do Teatro Oficina onde atua até hoje.

 

O universo do Teatro Oficina

Kelly Campello atualmente faz parte do elenco do grupo Teatro Oficina que é uma das mais importantes companhias de teatro brasileira que é sediado em São Paulo, o grupo foi fundado em 1958 pelos alunos da Escola de Direito do Largo de São Francisco. Um desses alunos era o José Celso Martinez Corrêa que se tornou o principal encenador do grupo. Para Kelly Campelo a entrada no grupo representa uma virada de eixo na sua carreira, pois foi um momento de descobertas diárias não só do seu ser como do outro.

O Oficina representa uma virada de eixo no meu ser artista bicho humano. “É Uma companhia e um espaço/Terreiro onde foram bigornados vários artistas do teatro nacional, tudo isso representa muito na construção da minha carreira como atriz, não pelo lado do ego e da visibilidade de estar no Teatro Oficina, mas pela experiência e prazer de conviver com as lutas, as vitorias de uma comunidade de artistas. Isso engrandece a alma. Lá eu descobri que tudo é teatro e que o ator tem que entender da máquina toda para estar inteiro em cena.”

 

 O teatro como um caminho para as lutas sociais

Kelly Campello conta que o eu processo de criação inicia internamente, é somente olhando para dentro de si que ela, principalmente para aquelas personagens que inicialmente aparentam ser diferentes dela. Esse é o momento de resgatar das memórias e dos arquivos da vida os elementos que alimentarão a sua personagem. Depois ela faz um roteiro do roteiro e constrói desenhos que lembrem essa história. Há também outras formas de se aproximar desses personagens que são os filmes, isso, segundo a artista, serve de inspiração e na criação da gênesis da personagem. O esforço é aproximar essa personagem da kelly. E como uma feminista assumida, Kelly Campello gosta de falar sobre causas sociais e sobre o feminino, pois ela acredita que as lutas dos povos também é a luta do teatro.

 

O ofício e paixão

Kelly Campelo é uma atriz que gosta dos desafios e nesse sentido nunca se furtou da possibilidade de representar nenhum papel. Ela se inspira pela vastidão da humanidade, pois é a oportunidade para descobrir outros universos por meio de outras personas que chegam na forma dos papeis e das peças de teatro. Kelly Campelo conta que a pessoa que ela é hoje é fruto da construção que recebeu no teatro, por isso ela é atravessada pelas artes cênicas e a paixão se tornou também a profissão. A atriz que foi gestada nas terras piauienses, nos palcos da Escola de Teatro Gomes Campos, já tem se destacado na área e é uma inspiração para a nova geração de artistas e colegas do teatro.

Contatos

Instagram.com/campellokelly/

Facebook.com/kelly.campelocarvalho

Kellycampelo.blogspot.com/

Fotos

Vídeo

Espetáculos

Como atriz

“Senhor Rei e senhora rainha”;

“Contrato final uma história de futebol”;

“Rituais Reversos”.

Como diretora de cena

“Macumba antropófaga”.

Outras fontes

https://entrecultura.com.br/2020/07/24/o-sem-mascaras-e-uma-forma-de-estar-junto-e-criar-conexoes/

https://www.meionorte.com/blogs/culturaeturismo/piauiense-kelly-campelo-brilha-nos-palcos-de-sao-paulo-311395

Última atualização: 13/07/2020

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas