O primeiro livro de Lukas Rodrigues

Entrevista com Lukas Rodrigues sobre o seu primeiro livro, “Desmotivando: uma curta trajetória do autoconhecimento”.
Lukas Rodrigues escreve há muitos anos, começando a mostrar o seu dom para a escrita durante a adolescência e expondo tudo em blogs pessoais. Ele é graduado em Letras Inglês, pela Universidade Estadual do Piauí, e reside em Parnaíba. É funcionário público e autor do livro “Desmotivando: uma curta trajetória do autoconhecimento”.
O livro surgiu da necessidade de expurgar seus sentimentos e isso aconteceu sem nenhuma pretensão de construir uma obra física, era mais uma forma de liberar todas as suas tristezas e angústias. A criação do blog pessoal era a sua forma de ressignificar a tristeza e transformá-la em algo palpável.
Então, a partir disso, nasceu o blog Desmotivando. Assim, o livro é uma reunião dessas criações desenvolvidas durante quase uma década. Os textos desse diário, que era muito restrito e não divulgado, foram trabalhados para a obra de Lukas Rodrigues.
Segundo o escritor, os temas mais abordados são os sentimentos pessoais gestados pelas suas vivências, mesmo que nem sempre as motivações sejam geradas pelos elementos que estão próximos ao autor. Com isso, seus textos, que nasceram livres de qualquer formato, foram ganhando um estilo bem particular e mais lapidado.
É possível acompanhar, por meio do livro, a transformação da escrita de Lukas e se encantar com a mensagem escrita, que apresenta uma dose de pessimismo e ironia bem marcante.
O processo criativo do autor é algo fluido, pois ele aproveita a inspiração, que surge espontaneamente e de formas variadas. Uma das características dos textos de Lukas são os títulos, que fazem referência aos títulos de músicas internacionais traduzidas.
“Desmotivando” traz no título o mote principal da criação, com uma arte que traduz exatamente o que o autor sugere. O livro se torna agradável justamente por não omitir a crueza da realidade e por tentar mostrar que, por meio da tristeza, conseguimos refletir sobre os assuntos mais profundos da humanidade, inclusive repensar sobre as nossas ações soando às vezes como um manual anti-coaching.
“Eu tinha um método de buscar inspiração bastante melancólico, no qual tentava escrever apenas quando me sentia triste.”
O pessimismo assumido do autor é “uma curta trajetória ao encontro do autoconhecimento” que começa de maneira pesada, com uma carga de pessimismo enorme que vai sendo amenizado ao longo da leitura até se tornar mais leve, mesmo com algumas passagens sarcásticas. Engana-se quem pensa que a leitura será maçante  Embora a proposta seja desmotivar, o livro traz muitas reflexões. E, parafraseando Confúcio, “o pessimismo torna os homens cautelosos, enquanto, o otimismo torna os homens imprudentes.” Nesse sentido, Lukas aborda o otimismo como um sentimento que gera expectativas que poderão ser frustrantes quando não alcançadas; já o pessimismo, para o autor, é uma forma de olhar o mundo de maneira mais realista, pois essa dose de realismo servirá como uma defesa contra as frustrações. O autor diz que o pessimismo evita as possíveis tristezas e o pessimista sairá ileso desse tipo de situação.
O livro foi publicado de forma independente, pela Editora Tremembé, e está disponível na loja virtual da editora. Para comprar, basta acessar o link https://form.jotform.com/editremembe/loja. “O livro representa uma trajetória. O início da vida de um adolescente disposto a tirar a própria máscara e encarar a vida.”
Total
3
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas