Pare o seu mundo, venha escutar Charleno Pires, por Noé Filho

Se não me engano, em setembro o Charleno Pires me enviou mensagem pedindo para que eu desse minha opinião sobre sua nova música, que ainda não tinha sido lançada. Na correria da vida e deste ano caótico, acabei esquecendo. Mas não completamente. Parei meu mundo por alguns minutos para ouvir “Pare o mundo”, single lançado em outubro em todas as plataformas digitais.

Deixei claro para o Charleno que não sou músico, não sou produtor musical, sou um leigo. Não sei nem o que é um dó ou um fá, então não poderia fazer uma análise técnica. Mas ele disse que não se importava com isso, então cá estou no último dia de 2020 escrevendo sobre o que senti ao ouvir a voz de Charleno.

Vamos começar por aí, né? Que voz! Encorpada, potente, que dá vontade de ouvir ao vivo. Daquelas vozes que nem precisa de microfone tamanha potência. Uma voz típica de quem vê na música a missão de contar histórias. Que nos instiga curiosidade para ouvir e entender a história que está sendo contada.

Infelizmente, muito infelizmente, nunca fui a Nashville e nem a Amarante. Mas ouvindo “Pare o mundo” senti meus pés fincados nessas duas cidades, admirando pores do sol intensos, quentes, dourados.

Tudo tem sem tempo. Ainda bem que deixei para ouvir essa música pela primeira vez hoje. No crepúsculo de 2020, que com certeza nos fez querer descer deste mundo inúmeras vezes na avalanche de emoções ao longo deste ano. Mas Charleno, por meio dessa música, me embebeceu de cotidiano.

O dia-a-dia nosso de cada dia. A rotina rotineira que marcou 2020. E ao mesmo tempo é essa mesma rotina que, se tivemos bons ouvidos, pode nos proporcionar a esperança que precisamos para a alvorada de 2021. “Eu só preciso acreditar, depois da tempestade, eu vou gritar”.

Como eu disse, não foi nenhuma crítica musical. Apenas expliquei o que a música me fez sentir, ou que a música de Charleno Pires amplificou do que já sentia. Espero que em 2021 eu possa conhecer Nashville e Amarante e que Charleno possa continuar lançando mais histórias musicais. E por mais que seja ótimo escutar a música a qualquer momento na praticidade da internet, quero muito assistir a um show ao vivo do Charleno Pires, porque tenho certeza que Charleno é, sobretudo, um artista do palco.

 

Por Noé Filho.

Total
13
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas