Geleia Junina: Mês dos Santos e da Fé

Foto: TV Clube

No mês de junho é celebrada a festa de três grandes santos: Santo Antônio (dia 13), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29). Essas festividades, trazidas para o Brasil pelos colonizadores portugueses, ficaram popularmente conhecidas como Festas Juninas.

Foto: Astral

O Historiador Teresinense Wesley Almeida contou um pouco sobre o surgimento da cultura junina. “As festas juninas são frutos da junção das culturas nórdicas pagãs, na perspectiva católica, justamente com o cristianismo antigo lá por volta do século II, eles adaptaram uma forma de agradecimento as colheitas no solstício de verão no qual acontece no mês de junho. As doutrinas passaram a cultuar em forma de festas os deuses católicos do período junino; Santo Antônio, São João e São Pedro”.

“As datas foram encaixadas no mês de junho como uma espécie de reconfiguração da cultura religiosa da época. Assim, eles se tornaram os padroeiros do mês. Contando sobre um pouco de cada um: Fernando de Bulhões conhecido como Santo Antônio é um santo relacionado ao casamento, foi um missionário que viveu no século XIII, pregou no norte da África, e veio a falecer por complicações de saúde, sendo sepultado na cidade de Pádua, Itália e canonizado. São João Batista, é primo de Jesus, o batizou e depois foi decapitado. São Pedro, foi o principal apóstolo após Jesus, e o líder da igreja católica, dessa forma os três se tornaram bem conhecidos” completa Wesley.

O Piauí, religiosamente conhecido como um estado consideravelmente católico, abriga vários municípios que homenageiam os santos juninos. São João do Piauí, São João do Arraiá, São João da Serra, São João das Fronteiras, São João da Varjota, São Joao da Canabrava, Novo santo Antônio, Santo Antônio dos Milagres, Santo Antônio de Lisboa, São Pedro do Piauí. A cidade de Campo Maior localizada Centro-Norte piauiense é organizadora de um dos grandes festejos de Santo Antônio que acontece de 01 a 13 de junho na principal catedral da cidade.

Foto: Campo Maior em Foco

São João é o principal santo do mês de junho sendo festejado em todo o país. Em Teresina, é realizada uma grande festa de São Pedro com a tradicional procissão fluvial pelo Rio Parnaíba, partindo do centro ao bairro Poti Velho Zona Norte da cidade. No evento, dezenas de romeiros e devotos reafirmam anualmente a força e fé em São Pedro (o santo das chuvas). Dona Jucimar Araújo de 77 anos, é católica e afirma sua paixão pelo mês de junho. “Representa pra mim, muita festa, muita alegria, é o mês mais alegre que gosto, o mês de junho das festas juninas”.

Foto: TV Clube

Com a pandemia mundial e o distanciamento social, os festejos juninos organizados pela igreja católica, acontecem em forma de lives pela internet.  Para não perder a tradição muitos piauienses adaptaram a forma como participam desses eventos realizando orações nas ruas das portas de suas casas juntos com a vizinhança.

Foto: Luan Rodrigues

A historiadora Teresinense Rosângela Rodrigues é católica e relatou alguns motivos de sua devoção, “gosto do mês de junho por ser um período festivo, com festas maravilhosas e comidas típicas do nosso Nordeste. Dos três santos juninos, sigo a tradição de Santo Antônio, já fiz a simpatia escrevendo as letras do alfabeto em pedaços de papéis, para depois escolher uma letra, o que abrisse seria a letra inicial do seu futuro marido, nunca esqueço, pois na minha simpatia tirei a letra F, e meu marido se chama Fernando”, afirma Rosângela.

Vivemos o mês da fé, crenças e festa no Nordeste, até quem não segue a religião pode aproveitar os festejos e caprichar nos pedidos e simpatias. Viva ao mês de junho!

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas