Artista piauiense Set Genet é um dos vencedores do edital Josenildo Suassuna

O artista piauiense Set Genet foi um dos contemplados pelo edital Josenildo Suassuna que recebeu propostas do país todo, o objetivo do edital era o de premiar as melhores obras inéditas no estilo artístico. As inscrições vieram de diversos municípios do país, a exemplo de Londrina (PR), Itajaí (SC), São Paulo (SP), São Leopoldo (RS), Vila Velha (ES). Do Nordeste, chegaram propostas de Quixelô (CE), Salvador (BA), Teresina (PI), Maceió (AL), Parnamirim (RN) e Pesqueira (PE).

Obra de Set Genet

O prêmio homenageou Josenildo Suassuna, que foi um artista plástico autodidata. Ao longo de sua carreira, o paraibano realizou exposições em vários estados do país e até em Portugal. Faleceu prematuramente em 9 de julho de 2018.

Set Genet conta que se inspirou nas obras do Josenildo Suassuna para elaborar a sua proposta, mas com a pegada piauiense. Ele retratou a carnaúba, mandacaru, o xexéu e a capivara, além de pessoas moradoras de periferias em diálogo com a flora e fauna piauiense.

A exposição e premiação acontecerá no dia 10 de setembro a 8 de outubro de 2021, no Casarão 34, e a solenidade de premiação será no último dia da exposição. As obras premiadas serão integralmente incorporadas ao acervo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).

Obra de Set Genet

“A minha arte reflete muito meu inconsciente, mostrando uma relação forte entre a fauna, flora e a sexualidade. É uma antropomorfização da caatinga e do cerrado, onde os animais são gente e nós somos os animais. E a sexualidade entra nessa articulação entre a animalidade e a humanidade, a natureza e a cultura, relacionando esses aspectos que parece binários e contraditórios, mas são complementares”, explica.

Conheça Set Genet

Set Genet ou Marcelo Reges Pereira. A renomeação fala das trajetórias que um artista tem que passar para construir sua subjetividade. Set é Teresinense. Marcelo é Anapolino. O primeiro reivindica arte como uma forma de reconstruir-se e de reafirmar o ato mais transgressor: reinventar-se a si mesmo. O segundo, memória, é um retrato na casa da Vila Góis, do menino que tinha medo de ser visto. A biografia de um artista é algo cheio de metáforas que são desafios ao leitor. O objetivo da utilização de tantas figuras de linguagem é justamente colocar o leitor o desafio da empatia. Mas, vamos lá: Formado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Goiás (2000) e Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004) tem uma longa trajetória técnica e docente na área de antropologia (2000-2020), como artista sua atuação fica evidente, ou seja, pública a partir da minha vida piauiense com a participação da Exposição coletiva “Arte Alternativa” em Teresina/PI em 2017.

“Minha arte salienta a necessidade de expressar a sexualidade e a natureza. Os seres antropomórficos e zoomórficos das minhas obras salientam a vontade evidenciar as pulsões animalizadas das sexualidades humanas. Considero que podemos caracterizar minha arte a partir do Naïf. Portanto, não tenho formação acadêmica em artes plásticas, sendo assim, minhas obras não têm a necessidade de responder a expectativas academicistas. O meu único objetivo como artista é trazer a superfície todo o mundo simbólico que grita nos meus desejos eróticos, sonhos e pesadelos. Agora, para concluir, é importante deixar evidente que Set nunca esquece Marcelo. Estamos juntos nas lembranças corriqueiras que aparecem na fauna e flora representadas nas minhas obras. O Cerrado Goiano/Piauiense se mistura com a Caatinga, com a Mata de Cocais e mostram árvores sexualizadas que dança no Vermelho da sequidão (goiana ou piauiense). Burites, Babaçus, Carnaúbas, Tucuns emergem como elos entre o artista (piauiense) e o antropólogo (goiano).”

Obra de Set Genet

PARTICIPAÇÃO EM EXPOSIÇÕES

1) Exposição Coletiva do Grupo Salve Rainha (Rainha das Diferenças) em Teresina/PI – Maio de 2018, onde foram expostos 4 desenhos.
2) I Exposição de Arte Alternativa Piauiense em Teresina/PI – janeiro de 2017 , onde foram expostos 4 desenhos.
3) Exposição Mostra Sem Censura em Florianópolis/SC – Outubro de 2017, onde foi exposto um desenho;
4) Salão Nacional de Artes Visuais Virgínia Artigas – novembro de 2020
5) Exposição Entre Lobo e Cão (UFSC) – abril de 2021
6) Exposição Homoestasis Lab – maio 2021

PREMIAÇÕES

1) Prêmio Arte como Respito – Itau Cultural 2020 – Categoria Artes Plásticas/Desenho
2) Prêmio Josenildo Suassuna de Arte Naif 2021 – Fundanção Cultural de João Pessoa – Funjope

Siga Set Genet nas redes sociais

Instagram.com/setgenet/

Facebook.com/set.genet.tattoo

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas