Em visita ao Piauí, mestre da palhaçaria Cesar Gouveia ministra curso a artistas locais

O projeto Circena faz parte de uma política cultural de fomento à produção local proposta e realizada pelo Sesc Piauí, com apoio do Departamento Nacional e foi realizado durante o mês de novembro. Dentro da cronograma, foi ministrada a Oficina “Palhaçadores- Palhaços Improvisadores” ministrada por Cesar Gouvea.

O artista é diretor, ator, improvisador, professor e produtor, formado pela Escola de Arte Dramática – EAD/ECA-USP e responsável pela concepção e direção dos espetáculos da Cia. do Quintal, pioneira no teatro de Improviso no Brasil. Com destaque para o espetáculo “Jogando no Quintal” (jogo de improvisação de palhaços), e os Doutores da Alegria.

Cesar ficou bastante feliz em ter vindo ao Piauí e ressalta que sua visita ao estado foi seu primeiro contato após o “isolamento social” em decorrência da pandemia. “Minha vinda ao Piauí é um momento muito especial eu que estava extremamente isolado, vim conhecer uma cultura diferente, nosso brasil tem vários paisinhos dentro do mesmo país”.

O mestre destacou ainda o calor humano que recebeu dos artistas piauienses. “Encontrei um ambiente de extremo afeto e carinho, essa foi a grande base para gente poder juntos através da generosidade e afeto, mergulhar numa linguagem tão deliciosa que é o palhaço improviso, onde, as vezes esquecemos que somos seres que improvisamos naturalmente desde quando a gente acorda até dormir, só que a gente não se permite, evitamos as berlindas, o novo”.

Segundo Gouveia, a proposta da Oficina Palhaçadores é despertar por meio da arte de improvisar os vários valores da vida.  “O palhaço improviso traz para gente um grande presente de encararmos palavras ou valores como vulnerabilidade, espontaneidade como grandes virtudes e que o novo é inevitável, precisamos abraçá-lo, aprender e se transformar constantemente, então, saio daqui com sentimento de muito gratidão”.

Participaram do evento o grupo Vagão e outros artistas locais. Jimmy Charles o “Palhaço Beiju” do Vagão e organizador da Oficina, ressalta que o encontro representou uma evolução artística.

“Uma nova área da Palhaçaria que foi vivenciada e que pode ser explorada e desenvolvida pelo grupo. A Palhaçaria é vasta demais e possui “n” possibilidades. E a improvisação é uma das que mais me encanta e fascina. Vai nos ajudar a criar e a produzir coisas novas, novos artistas e novas possibilidades. Todo grupo precisa de oxigênio, de novos conhecimentos e um novo gás para se reinventar. Somos muito gratos ao Sesc-PI por nos proporcionar essas oportunidades como o projeto Sesc Circena”.

Os atores brincaram e se divertiram nas aulas e jogos desenvolvidos por Cesar Gouveia, e ainda ganharam o uniforme do “Jogando no Quintal” projeto idealizado pelo mestre no qual foi um grande sucesso da cena de improvisação nacional.

Para a atriz Janny Silva ter vivenciado a proposta foi uma experiência única “Cesar fez a gente ter a percepção do nosso corpo ao improvisar ao dar vida ao palhaço, a gente sentir e ser afetado sendo um objeto ou personagem, isso é primordial para o ator que sempre precisa mostrar o que tá fazendo”.

Já atriz Yara Lys ressalta que a experiência de ter participado da oficina de improvisação com Cesar Gouveia “foi um reencontro com minha criança interior e um momento de diversão sem medo de julgamentos”.

A atriz Marlúcia França destaca que a oficina foi um momento fantástico em sua vivência “no qual liberou o meu eu interior, alegre, contagiante e libertadora, enfim, o resumo disso tudo é a palavra descoberta, foi isso que representou para mim”.

A parceria deu certo, e o projeto que uniu um grupo de artistas sonhadores em busca de novos aprendizados pretende continuar com futuros encontros visando levar o improviso, a palhaçaria, e a alegria pelo mundo a fora.

Total
20
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas