Alciomar Fonseca Neves Neto lança obra “Meia Taças de Cinzas”

Alciomar Fonseca Neves Neto é poeta, ativista cultural, cronista, slammer, advogado, parnaibano e se prepara para o lançamento da obra “Meia Taças de Cinzas” que acontecerá em 20 de setembro, no auditório da OAB/PI, em Parnaíba.

A inspiração veio de um conjunto de fatores e o livro, que já tinha sido lançado como e-book em 2011, teve uma repercussão tão positiva com manifestações de poetas de diferentes lugares, tanto do Piauí quanto de fora, que o autor decidiu publicar no formato físico. Essa nova versão é também uma forma de comemorar os 10 anos desde o primeiro lançamento.

“O título “Meia Taças de Cinzas” já nos transporta para o mundo que enumeras vezes nos encontramos perdidos, achados, desencontrados. A Poesia por si só já tem em seu entorno o poder de nos revelar aquilo que esquecemos ou deixamos ser massacrado pelo cotidiano: expressar sensações. O autor Alciomar Neto de uma maneira filosófica, inteligente e simples nos remete ao físico do sentimento de inquietude, de insatisfação, o mesmo sentimento que nos faz andar ao invés de ficarmos parados esperando a vida acontecer, é quando o invisível se torna palpável”, depoimento da poetisa maranhense Layna Alves.

A obra, publicada pela editora Tremembé, é dividida em duas partes (o prólogo e as cinzas) contendo 22 poemas que se encaixam e que mostram as  inquietações do personagem/narrador e depois as suas conclusões. Segundo o autor, esse novo formato ganhou um outro sentido com as ilustrações do Frank Cunha.

“O livro representa um marco, a materialização das taças de cinzas no mundo visível. Também representa a ressignificação do livro.”

Para Alciomar Fonseca, aquela inscrita de 10 atrás não representa mais a forma como escreve, mas representa o marco inicial de quando começou a escrever. Essa escrita lá do início da carreira falava de suas inquietações e tinha uma influência melancólica e existencial. E atualmente a sua escrita tem mais relação com as suas observações do mundo e tudo isso foi se modificando principalmente com o seu contato com o Slam que influenciou o poeta a olhar mais para fora de si. Além disso, o poeta passou a escrever de forma mais simples e sem usar tantas palavras rebuscadas, colocando na sua criação as influências de tudo que vivenciou na sua terra, assim como um pouco da sua religiosidade afro.

O livro físico pode ser adquirido antecipadamente com o próprio autor ou no dia do lançamento, e as pessoas interessadas podem entrar em contato com Alciomar por qualquer uma das suas redes sociais para encomendar o seu exemplar.

Sobre o autor

Alciomar começou a escrever aos 14 anos, influenciado pelo contato com a literatura de “Augusto dos Anjos” no ensino médio. E o seu primeiro contato impactante com a literatura foi aos 10 anos de idade com a leitura da obra de Da costa e Silva. Essas leituras e as influências filosóficas dos autores Nietzsche e Kierkegaard o influenciaram a criar uma obra de poemas densos e intimistas, além de trabalhar conceitos humanos como inquietações e vicissitudes.

Redes sociais

Instagram.com/alciomarneto/

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas