Meus delírios, de Antonio Ferreira

Meus delírios
Vejam meu site
delírios
Na ardência do meu pensar
Na minha forma de amar
Nos meu amores e desejos adjacentes
Crio e recrio poesias ardentes
Que muitos não entendem
Apenas quem ficam do meu lado compreendem
 
Nos meus delírios de querer
De um amor pertencer
Tenho e penso
Nos meus versos poéticos
Um amor difícil de entender
Só quem amor me dar
Com carinho me abraça
Sabe a febre de amar
Que desejo poeticamente esse amor recitar
 
Na minha febre de criatividade
Imagino nós mesmo distante
Aconchegando-nos em felicidade
E felizes por compartilharmos delírios
Mesmo que aos olhos dos outros
Sejam tolos versos irrealísticos
Foto: site https://www.mensagenscomamor.com/frases-sensuais
 

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas