Amor, de H. Dobal

Na calma da tarde
vem um pensamento.
Partir para sempre.
Só. no adeus do vento.
 
Vão as velas côncavas
sobre o mar aberto
vão levando o amor
ao destino certo;
 
Turva calmaria
afunda o verão.
Naufragado amor.
o amor é somente
umas dessas cousas
que vêm e que vão.
0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar
Leia mais

Receita de Bomba

A bomba é um salgado tipicamente teresinense. Ele surgiu quando a dona Marlene Ferreira, sua criadora, resolveu empanar e…