Trinca vidro, de Alisson Carvalho

Foto: Jonathan Dourado

Desinteressante…

Mastiguei a palavra, olhei aqueles olhos úmidos. O espelho trincou, rachou da ponta direita ao centro, meu reflexo dividido assustou-se. Feio? Escutei no trincar do vidro. Evitei concordar, evitei me olhar, evitei-me por tanto tempo que já tinha me esquecido dos traços particulares que compunham a minha feição…

 

(Leia o conto completo no livro Trinca Vidro)

Quer adquirir o livro?

Disponível no formato Trinca Vidro Livro físico

Disponível no formato Trinca Vidro E-Book

Fale com Alisson Carvalho Clique aqui (WhatsApp)

Total
3
Shares
1 comentário
  1. Com a alma desnuda (e não apenas o corpo) pôde perceber a si mesmo, e se de súbito se viu feio, talvez seja porque é difícil olhar para si mesmo sem atirar pedras em quem somos. O espelho aumenta nossos defeitos e achamos que o mundo nos vê igual. A nudez da sua alma se revelou aos leitores e mostrou toda a beleza em ti contida, através de suas palavras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas