Alma Roots: a nova cara do reggae em Teresina

Nascida em meados de 2013 a Banda “Alma Root’s” Alma: Espírito – Root’s: Raízes tenta trazer uma mensagem Espiritual e Social, uma mensagem das Raízes do Espírito, pregando amor, liberdade, humildade e positividade e consciência social através de suas letras e canções que geram impacto por onde passa. A banda leva uma sonoridade simples com letras fortes e uma energia incomparável no palco, com muita verdade envolvida em suas mensagens. Vencedora de vários festivais no Piauí e fora do estado a banda se destaca hoje como uma das bandas mais influentes no cenário Reggae local, regional e até Nacional. Lançou seu primeiro Cd chamado “Buscando a Essência do Som” no ano 2017 que foi destaque nacional no maior site de música independente do Brasil o Palco Mp3. A Banda também teve o Clipe da canção “Hoje eu to de Boa” exibido nos canais Play Tv e BIS, também foi premiado no festival de Clipes de Barueri SP.

“Independência ou morte
Eu não me rendo à força do sistema
Independência ou morte
Eu não me rendo” (Alma Roots)

Integrantes: Nildo Viana, André Wilker, Arthur Sampaio, DJ Laįs, Esther Lima, Léo Silva, Assis Bezerra e Cami Rabelo

Descrição: Banda de raggae

Data de Nascimento: 2013

Local de Nascimento: Teresina

Escrito por: Alisson Carvalho
Revisado por: Paulo Narley

Buscando a essência do som

Alma Roots lançou seu primeiro Cd chamado “Buscando a Essência do Som” no ano 2017 que conta com 6 faixas e um Clipe Multimídia produzido na ATM Estúdio. O CD foi dirigido por Arthur Raulino e Nildo Viana, além disso teve as participações especiais de Ramon Alves (Percussionista Baiano), Victor Costa (Back Vocal), Bia Magalhães (Bia e os Backs com a música Dente de Leão). O Cd foi destaque nacional no maior site de música independente do Brasil, o Palco Mp3, ao lado de Bandas como Maneva e Chimarrots sendo a primeira Banda da história do Piauí a ser colocado na página principal do site. Posteriormente a banda gravou o Clipe que também teve uma boa aceitação. O Clipe dirigido por Raniel Carvalho e Nildo Viana, permaneceu entre os 5 primeiros em destaque no site durante três meses. O clipe da canção “Hoje eu to de Boa” foi exibido nos canais Play Tv e BIS, além de ter sido premiado no festival de Clipes de Barueri SP. No ano de 2018 reuniu uma multidão de quase 2 mil pessoas na gravação do 2º CD “ALDEIA” no Espaço Cultural Osório Júnior ao vivo com várias participações locais e nacionais. Entre elas Dada Yute (Ex Leões de Israel), Ras Kadhu (Ja I Ras) e O Vocalista da Banda Internacional Fat String.

Nildo Viana

Ivanildo Ricardo Barreto Viana mais conhecido como Nildo Viana é natural de Jarú- Rondônia, filho de parnaibana com um índio da reserva Zuruê Au, é neto de circense e, segundo o músico, dessa mistura toda ele só podia ser mesmo artista. A mãe mudou-se para Rondônia na época do garimpo e conheceu o representante indígena da FUNAI, dessa história nasceu Nildo Viana. A arte já está enraizada na história do músico, os avós foram fundadores do Circo Garcia hoje conhecido mundialmente. Nildo estudou Guitarra com Geraldo Brito -PI e Zildo Santos – MA, fez curso de Produção musical e cultural com Rick Bonadio em São Paulo, cursou Composição Textual no conservatório de Música Alcione Nazaré no Maranhão, cursou Música no IFPI e designer gráfico na Uninovafapi. Produziu vários festivais como : Rock na praça, Circuito Piauiense de Reggae, Terra Quente, Sinta o Reggae…Produtor de bandas como Batuque Elétrico, Gabi, entre outros. Nildo Viana começou a compor ao 12 anos e de lá pra cá vem colecionando grandes parcerias como Gerudi, Nosly Marinho, Carlos Berg (Grandes nomes da música Maranhense) e Sergio Panich, Victor Costa, Alexandre Júnior, PH, entre outros (Compositores Piuienses).

Léo Silva

“Um dom de Deus. A música transcende e transborda a minha alma. Me faz uma pessoa melhor”, comenta Léo Silva. O baterista Alioab da Silva Correia Costa, mais conhecido como Léo Silva é natural de Bacabal-MA e começou a estudar e experimentar a música aos dez anos de idade participando de grupos da igreja. Já participou da Bona fide e à partir de 2001 começa a participar de concursos musicais com a banda da igreja, escola, entre outras. Leo Silva já conquistou três edições do Chapadão e a última foi em 2018 já na banda Alma Roots.

Esther Lima

Esther Lima iniciou seus estudos musicais em 2007 com apenas 12 anos de idade em um projeto da Fundação Monsenhor Chaves chamado “Violão na escola uma forma de tocar a vida”. O projeto, que existia em escolas de várias regiões da cidade, e que formava a orquestra de violões de Teresina, tinha como público alvo crianças e adolescentes. Ela conta que desde criança já sentia afinidade e uma paixão pela música. Esther Lima cursou o técnico em música no IFPI e posteriormente ingressou na graduação de Música na UFPI. Além da banda Alma Roots, Esther também participa da banda batukão, tem um projeto solo com músicas autorais e atua na área da musicalização infantil com a sua própria empresa “Musicando Kids”.

Dj Laís

Laislane Silva Rocha, mais conhecida como DJ Lais (@dj_lais), é natural de Teresina. Ela começou na música e no movimento Hip Hop em 2007 com o grupo feminino “Esan” no qual permaneceu por dois anos. Essa experiência fez com que ela s dedicasse à carreira de DJ e começasse a transmitir os conhecimentos aprendidos na área, ministrando oficinas voluntárias na casa do Hip Hop. Depois disso a DJ Lais passou a toca em eventos, inclusive participando de grupos como Preta Iaiá, Flagrante, entre outras. Ela já participou do Festival Chapadão (2007) com o grupo Esan, oportunidade que rendeu o segundo lugar e melhor intérprete.

André Wilker

O pianista e tecladista André Wilker é natural de São Luís-MA. Ele começou a tocar flauta doce na escola quando tinha apenas nove anos de idade e morava em Brasília. Esse primeiro contato com a música durou um ano e depois ele só voltou a estudar música com doze anos de idade, pois estava fascinado pelas trilhas sonoras de filmes, jogos e desenhos animado. O tio de André Wilker, que era músico e passou a morar na mesma residência que o sobrinho, levava eventualmente alguns instrumentos musicais e isso fez com que André começasse a experimentar os instrumentos musicais. A curiosidade e habilidade do sobrinho fez com que o tio acreditasse no talento de André que logo ganhou um teclado e pode despertar de fato para a música. André participou de inúmeras bandas como Alma Roots, Banda Eufrásia, Cami Rabêlo, V-Road, Monamour, Folia de Mamulengo, Monduá Jazz e AquiJazz.

Doctor Ras

O baixista, Arthur Sampa, mais conhecido como Doctor Ras é natural de Teresina, ele começou a ter contato com a música com dez anos de idade por influência paterna que tocava violão. Posteriormente Doctor Ras monta a primeira banda chamada “Disque 102” que durou mais de vinte anos. E depois de ter passado por outras experiências, Doctor Ras conhece a banda Alma Roots que já existia e que ele já acompanhava, desde então o músico se dedica ao projeto na banda que se expande cada vez mais. “A música representa o sabor da vida, se não fosse a música viveríamos só como robôs.”, frisa Doctor Ras.

“Vamo queimar mato
Vamo fazer chá
Vamo queimar mato
Vamo se curar
Vamo queimar mato
Vamo fazer chá
Vamo queimar mato” (Alma Roots)

Mais que uma banda, uma família

A Banda vem colecionando hinos que se multiplicam pelos fãs, esses que se auto denominam “Família”, numa verdadeira tropa de seguidores fiéis. Nas Redes sociais a Banda se orgulha de ter seguidores como Hélio Bentes da banda “Ponto de Equilíbrio”, Cidade Negra e Ras Kaduh da banda “Jah Iras” , Zeider, vocalista da Banda “Planta e Raiz” entre outras diversas bandas nacionais. O Alma Roots já dividiu palco com lendas do Reggae como Mikal Rose (Black Uhuru) e Andrew Tosh (Filho do Peter Tosh) , The Mighty Diamonds entre outros grandes ícones do reggae mundial. Além de ter tocado em alguns dos maiores festivais da região e de encabeçar várias produções do movimento reggae music no Nordeste. Atualmente a Banda é formada por Nildo Viana, André Wilker, Arthur Sampaio, DJ Laįs, Esther Lima, Léo Silva e, mais recentemente, Assis Bezerra e Cami Rabelo.

Contatos

https://www.instagram.com/almaroots/

facebook.com/almarootsoficial/

palcomp3.com/almarootsoriginal/

youtube.com/channel/UCmHcF0B4Rb2W-sRmrSdo9_A

soundcloud.com/nildo-viana-851843645

https://www.instagram.com/estherlimah/

https://www.instagram.com/leocosta_ar/

https://www.instagram.com/arthursampaiosoares/

https://www.instagram.com/andrwilkr/

Fotos

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vídeo

 

Discografia

Buscando a Essência do Som (2017);

Aldeia (2018).

Outras fontes

http://entrecultura.com.br/2018/09/19/alma-roots-grava-segundo-cd-no-boca-da-noite-no-dia-26/

https://www.gp1.com.br/noticias/alma-roots-grava-cd-em-show-do-projeto-boca-da-noite-nesta-quarta-440496.html

Última atualização: 22/05/2019

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

4 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar
Leia mais

Lina do Carmo

A coreógrafa e dançarina Lina Do Carmo reside e trabalha há muitos anos na Alemanha e no Brasil.…