A paixão de Márcia Evelin pela palavra poética

Foto: Tauana Queiroz

A professora, contadora de histórias e escritora de livros para crianças Márcia Evelin é mestra em Letras – Estudos Literários pela Universidade Federal do Piauí – UFPI (2012), possui graduação em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade Federal do Piauí – UFPI (1991) e Letras Português pela Universidade Estadual do Piauí – UESPI (2009). Atuou como professora do quadro provisório da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Campus Heróis do Jenipapo, de 2013 a 2016 e Universidade Estadual do Maranhão – CESTI/UEMA, de 2016 a 2018. Atualmente é Diretora do Curso de Letras do CESTI-UEMA, em Timon – MA. Desenvolve atividades profissionais e de pesquisas nas áreas da Literatura e ensino, Literatura Infantojuvenil, Tradição oral, Memória e Identidade Cultural com enfoque na Contação de Histórias, Literatura Africana e Afro-brasileira, Formação do Leitor, Incentivo à Leitura, biblioteca e Práticas Educativas. Membro do grupo de Pesquisa CNPq Literatura, Leitura e Ensino (UESPI). Membro da SOL – Sociedade Literária de Teresina. Membro do Núcleo de Estudos Roda Griô – GEAfro: Gênero, educação e afrodescendência/UFPI. Integrante do Grupo Cafundó de Contadores de Histórias, desde 1996. Autora dos livros de literatura infantil O Boi do Piauí (2015); O Segredo da Chita Voadora (2017); A Flor do Pequeno Principezinho (2019) e Ágata e a Saúde da Mulher (2019), em coautoria com Luiz Ayrton Santos Jr., todos pela Editora Nova Aliança (PI).

Foto: Ana Carolina Dias

“Cultivo um pequeno arvoredo onde me renovo todos os dias e busco inspiração e tranquilidade no verde das árvores e no canto dos pássaros.” Márcia Evelin

Nome Completo: Marcia Evelin de Carvalho

Descrição: Professora, contadora de histórias e escritora

Data de Nascimento: 23/10/1963

Local de Nascimento: Teresina

Escrito por: Alisson Carvalho
Revisado por: Paulo Narley

Foto: Luciano Klaus

A arte que habita em mim

Para Márcia Evelin a arte não chegou, mas nasceu nela de tal forma que desde pequena ela se manifestava. Por isso ela comenta que a arte sempre fez parte da sua vida, principalmente porque era algo presente e valorizado pela sua família. “Na infância via minha mãe pintando quadros ou fazendo trabalhos artísticos, o que me incentivava a também querer fazer. Meu irmão mais velho, Marcelo Evelin, é bailarino e coreógrafo e desde cedo enveredou pela arte dramática, ainda na escola. Juntos inventávamos peças teatrais em casa, com cortina de lençol, ou na pequena cidade de Carolina – MA, onde moramos por 1 ano”, relembra. Segundo a artista, o destino separou a família, pois ambos deixaram Teresina para estudar no Rio de Janeiro e em Brasília, respectivamente o irmão 17, e Márcia com 16 anos. Enquanto o irmão, Marcelo, foi morar no exterior e seguir a carreira com a linguagem da dança, Márcia casou e teve lindas filhas, escolhendo seguir a profissão da docência e da contação de histórias, além de ser uma incentivadora-mediadora da leitura, atividade que ela conserva desde a infância.

Foto: Tauana Queiroz

Uma paixão compartilhada

Márcia Evelin cresceu entre os livros, ela e a família sempre tiveram a prática de ler e contar histórias. Sua mãe costumava comprar diversos livros e a prática foi transmitida aos filhos que viraram leitores apaixonados. “Em minha casa sempre teve livros de histórias. Sempre admirei aqueles vendedores de livros ambulantes, que batiam de porta em porta, para vender livros, transportados em grandes bolsas”, diz. Por volta do final dos anos 80 Márcia Evelin cria uma livraria infantil com um clube de leitura de incentivo à leitura que não durou muito. Posteriormente ela cria a personagem Bruxa-Fada com o objetivo de animar festas de aniversário e contando histórias ou cantando músicas e organizando muitas brincadeiras. Essa paixão pela leitura e contação de histórias foi que levou Márcia Evelin a enveredar para esse universo, tanto que a artista quis compartilhar dessa paixão criando bibliotecas temáticas nos colégios Notre Dame e Diocesano, onde atuou como professora das crianças.

Foto: Tauana Queiroz

Os contadores de histórias

A paixão pela contação de histórias fez com que Márcia Evelin encontrasse em 1996 outros profissionais também interessados na arte e profissão, desse encontro surgiu o Grupo Teresinense de Contadores de Histórias formado por Cecília Mendes, Enes Gomes, Suzana Gomes, Adriana Araújo e Anna Miranda, além da própria Márcia Evelin. O amalgama de talentos gestou espetáculos regrados de muita música, canto, contação de histórias e manipulação de fantoches. Posteriormente a trupe ganhou um novo nome e passou a se chamar de Grupo Cafundó de Contadores de Histórias composto pela Márcia,  e por Anna Miranda, além do músico Garibaldi Ramos que acompanhava nas histórias, mas que depois foi substituído por Fernando Ferreira. Segundo a artista, o Grupo atingiu seu ápice entre os anos 2000 e 2010, nesse período eles apresentaram em vários eventos, aniversários, escolas e até em São Paulo, pelo projeto Balaio Brasil, por meio do SESC.

Com um repertório bem diversificado o grupo apresentou um pouco de tudo, foi dos contos populares aos autorais e encanta o público desde 1996, além disso o Grupo Cafundó de Contadores de Histórias atua na formação de um público leitor com projetos e ações que também promovem a circulação pelos espaços, levando a literatura para os mais variados lugares.

“Na yoga encontro a paz, Namastê! Vivo intensamente todos os momentos de minha vida. O tambor, o batuque e a África, elementos da minha ancestralidade, me acompanham sempre.” Márcia Evelin

Foto: Ana Carolina Dias

No mundo das letras animadas

Em 2015 Márcia Evelin recebeu o convite de Leonardo Dias, da Editora piauiense Nova Aliança para registrar uma das suas histórias, transformando no seu primeiro livro. A partir de então surgia uma nova escritora de histórias para crianças. A experiência funcionou e Márcia continuou escrevendo, atualmente ela tem 4 livros publicados: O Boi do Piauí (2015); O Segredo da Chita Voadora (2017); A Flor do Pequeno Principezinho (2019) e Ágata e a saúde da Mulher, em co-autoria com o médico mastologista Luiz Ayrton Santos Jr. Nesse ínterim o grupo Cafundó assumiu um novo formato com a entrada da filha Tauana Queiroz que é musicista e jornalista. Além disso, as duas fazem parte do projeto Raio de Sol, com contação de histórias na Livraria Entrelivros, divulgando a literatura piauiense e mais recentemente apresentando contação de histórias no programa Matraca, na FM Cultura.

Foto: Ana Carolina Dias

Um baú de histórias

As obras de Márcia Evelin abordam diversos temas, mas sempre abordando algum aspecto da nossa cultura, seja ela tradicional ou internalizada pela difusão da literatura. A sua primeira foi “O Boi do Piauí” (2015), que segundo a autora, nasceu na oralidade e, de tanto ser contada, virou livro. Nessa obra a autora narra a história da manifestação cultural que está presente em todo o Brasil, mas na perspectiva piauiense e intercala a narrativa com canções de Bois da tradição oral. As ilustrações são de LuRebordosa e Danilo Grillo. No segundo livro, “O Segredo da Chita Voadora”, ela homenageia a mulher negra, a África (através da presença da Abayomi), ao tecido chita, a cara do nordeste. “Se parece muito com um conto de fadas que acontece em pleno sertão nordestino, pela presença do mágico, do maravilhoso.” O livro vem com a personagem Abayomi anexada na capa, e a obra de arte foi confeccionada por Márcia, além disso as ilustrações são de Angela Rego. Em 2017 a obra  “A Flor do Pequeno Principezinho” é publicada, a autora revisita a clássica história de Exupéry, trazendo a Flor, aparentemente personagem secundária, no original, para também ocupar um papel de protagonista. A obra foi ilustrada por Angela Rego. E em 2019 Márcia publica duas obras “Ágata e a Saúde da Mulher” escrita para a campanha Outubro Rosa que surgiu de um convite, feito pelo médico mastologista e amigo da autora, Dr Luiz Ayrton Santos Jr., com ilustrações feitas por Thaynara Oliveira. A segunda obra foi o livreto “Sou Mulher Negra do Quilombo, Sim Senhor!” feito em coautoria com a profa. Dra. Silvana Pantoja. O livreto foi fruto de uma pesquisa na comunidade quilombola Santo Antônio dos Pretos, em Codó – MA, e retrata um pouco da realidade dessa comunidade, simulando as vozes das mulheres.

Foto: Tauana Queiroz

Reencantando o mundo com a literatura

Atualmente Márcia Evelin ministra palestras e oficinas da arte de contar histórias; criação literária; projetos para dinamizar a leitura (com destaque para o projeto Histórias Andantes ) e realiza as Rodas de histórias e memórias (Roda Griô), um dos instrumentos que utilizados na sua pesquisa de mestrado que abordava a literatura e tradição oral na cidade de Oeiras -PI. Além disso, uma das homenagens que Márcia Evelin recebeu pelo trabalho desenvolvido há tanto tempo foi ver uma biblioteca escolar na zona rural do Maranhão receber o seu nome. “Costumo dizer que não conseguiria viver sem a literatura. Acho que nós, escritores, contadores de histórias, artistas das mais variadas linguagens da arte, devemos exercer o papel de reencantar o mundo, o que precisamos fazer urgentemente. Foi por isso que pensei no título Vamos literaturar? para a oficina de vivência de práticas literárias, envolvendo a escuta, leitura e criação de histórias que participarei, esse ano de 2020, circulando por nove cidades brasileiras, pelo Projeto Arte da Palavra, do SESC, um convite para dar uma feição literária a vida”, diz Márcia.

Contatos

Facebook.com/marcia.evelin.5

Instagram.com/marciaevelindecarvalho

Grupocafundo.blogspot.com/

Facebook/HistóriasAndantes

Tel: 86 9 94059878

 E-mail: marciaevelindecarvalho@gmail.com

Fotos

Vídeo

 

Livros

O Boi do Piauí (2015);

O Segredo da Chita Voadora (2017);

A Flor do Pequeno Principezinho (2019)

Ágata e a Saúde da Mulher (2019), em coautoria com Luiz Ayrton Santos Jr.

Outras fontes

https://www.youtube.com/watch?v=222g8dliCAw&feature=share

https://www.youtube.com/watch?v=KulG1yRGV_8

https://www.facebook.com/sociedadeliterariasol/videos/1824898234187368/

http://www.portalentretextos.com.br/noticias/marcia-evelin-o-segredo-da-chita-voadora,2321.html

https://www.youtube.com/watch?v=x4V5EwuaA6k

www.revistarevestres.com.br/reportagem/arte-e-o-mundo-das-criancas/

https:/www.youtube.com/watch?v=na8D4zaO0_Q

http://www.jornaldaparnaiba.com/2015/02/evento-do-parfor-promove-intercambio.html

http://www.portalentretextos.com.br/noticias/entrevista-a-flor-do-pequeno-principe,2505.html

Participação no Documentário de Elaini Pacheco – Um Rio de Memórias: vivências no museu do Piaui

https://www.youtube.com/watch?v=JWpwObou8ll

 

Última atualização: 23/03/2020

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

1 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like
Leia mais

Lais Rosa

Ela é um sucesso nas redes sociais, seus textos ultrapassaram as fronteiras e conquistaram admiradores de todas as…