As novas ‘bexas’ da dança de Teresina

A artista, bailarina Luzia Amélia e o dançarino Carlos Veras realizarão amanhã a partir das 21h diretamente do Instagram da Luzia Amélia, uma live dedicada à nova geração de dançarinos de Teresina.

Bicha” em Teresina, na Dança, é um “pronome de tratamento” para se referir a toda e qualquer pessoa“. comenta  Luzia Amélia.

O encontro oportunizará a inserção de novos dançarinos, promovendo a troca de ideias sobre este fantástico universo artístico.

Luzia Amélia

A bailarina foi a primeira piauiense a concluir o mestrado em Dança pela Universidade Federal da Bahia. É, ainda, especialista em Artes Visuais e Metodologia do Ensino da Arte pela Universidade Federal do Piauí, e graduada em Artes Visuais pelo Instituto Camilo Filho. Ao longo de sua trajetória, Luzia Amélia passou por diversos grupos de dança, tendo inclusive fundando alguns deles, como o “Grupo de Dança Alternativo”, que inaugurou sua trajetória como coreógrafa. Fundou e dirigiu o Balé Folclórico de Teresina, mundialmente conhecido pelo celebrado espetáculo “Calango”,1997. E ainda foi gestora da Escola de Dança do Estado Lenir Argento, onde fez história, ao instituir o primeiro casal de bailarinos negros do Balé de Teresina. É criadora e coordenadora dos projetos: Expedições de Dança (Piauí- Brasil), Um Minuto Para a Dança, e do Fórum Nacional 1 Minuto para a Dança-Piauí, ação política que busca articular a dança produzida no Piauí.

Carlos Veras

O bailarino e Artista da Dança, faz produção cênica e graduação em Psicologia, além disso investiga os atravessamentos entre Psicanálise e Dança Contemporânea.

Siga as redes sociais para mais informações sobre a live e sobre os artistas.

Instagram: Luzia Amélia/ e Carlos Veras

Facebook: luziaamelia.marques

 

 

Total
1
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas