Você sabe como surgiu o Coletivo Geleia Total?

Logo: Criação de Ítalo Lima

Vamos Celebrar a Arte e Cultura do Piauí

 

A Geleia Total surgiu no dia 01 de fevereiro de 2014, idealizada por Noé Rodrigues de Holanda Filho. Um dos motivos dos quais o levou à criação do projeto foi a dificuldade de se ter informações mais detalhadas dos sobre artistas piauienses. Inicialmente a Geleia foi criada com atuação voltada para as redes sociais, divulgando artistas piauienses e aspectos da cultura do Estado.

Noé Filho – Foto Raynara de Castro

O administrator de empresas morou muitos anos fora do Piauí, mas sempre quis voltar para tentar contribuir com seu lugar de origem, Noé Filho sempre acreditou muito no potencial existente no Piauí e nos frutos que piauienses podem colher se cada vez mais pessoas também acreditarem na força e no futuro do Piauí.

De acordo com Noé Filho, a ideia partiu de sua autoria e Cândido Sales Gomes, Engenheiro de Software, que antes possuíam uma empresa de delivery chamada ServeJá, uma empresa que prestava serviço na madrugada com artigos de conveniência, como os produtos encontrados nos postos de gasolina. E essa experiência trouxe a eles muitos aprendizados sobre como criar e gerir um novo negócio.

Cândido Sales

Como explica Noé Filho, o sonhado projeto surgiu como Geleia Geral, inicalmente com a intenção de criar um ambiente que vendesse produtos piauienses para ajudar os artistas locais, pois muitos têm essa dificuldade de os artistas conseguirem vender os seus produtos, e facilitar essa ponte com o público interessado na produção local.

O produtor afirma que, no ano de 2014, o projeto nasceu como Geleia Geral, e já em 2016 passou a se chamar Geleia Total, A mudança ocorreu devido a tentativa de encontrar uma exclusividade para a marca. E a partir deste ano, o projeto tomou novos rumos, focando no perfil no instagram, a @geleiatotal, com um trabalho voluntário realizando entrevistas com artistas. E juntaram-se aos criadores, José Ailson Nascimento, fotógrafo do grupo, e posteriormente após a saída de outros colaboradores, o escritor Alisson Carvalho também se uniu ao projeto.

“A Geleia foi por dois anos sendo Geleia Geral e teve um período que as coisas ficaram muito complicadas, ficando inativa durante seis meses, e aí, quando decidi retomar, tive a ideia de mudar o nome, porque já havia muitos projetos com o mesmo nome Geleia Geral, como portais de cultura, espetáculos de dança, programas na rádio, então pensando em ter um nome único, mudamos a marca para Geleia Total, que preserva o sentido original e a sonoridade”, completou Noé Filho.

A evolução da Geleia Total despertou reflexões dentro da equipe, segundo Cândido Sales, o grupo percebeu uma deficiência nos órgãos públicos em lançar um olhar diferente que destacasse, incentivasse, promovesse jovens artistas independentes. Então, a necessidade de investimentos na preservação da história dos que já se foram, de reavivar histórias dos desconhecidos, uniram motivos pelos quais foram incentivando as produções no coletivo.

De acordo com Noé Filho, a história e a arte, como tudo na vida, são dinâmicas, mutantes. É importante reconhecer nossas qualidades e quem está lutando para produzir arte e cultura, pois se não se consegue registrar isso, esses conhecimentos serão perdidos e não serão transmitidos para as próximas gerações.

“Isso estimula e engrandece a autoestima como piauiense. No Piauí temos muitos talentos e pessoas excelentes, e muitas vezes os piauienses não acreditam nos artistas locais, gerando o complexo de vira-lata. Achar que não somos capazes, achar que o que tem lá fora, em outros estados, é melhor. Então, não tínhamos referência e por fim acabamos criando esse conceito coletivo, e a Geleia Total é um movimento que veio justamente pra trazer essa força”, disse Cândido Sales.

Para Noé, o objetivo da Geleia Total é gerar impacto social, valorizando e divulgando a cultura do Piauí, pois assim o projeto dá visibilidade para quem está produzindo cultura, proporcionando mais oportunidades. Um artista divulgado pela Geleia muitas vezes consegue ter mais público, mais seguidores, oportunidades de entrevistas em outras mídias.

Alisson Carvalho

“Na Geleia seguimos nossas diretrizes, mesmo com a troca de pessoas na equipe procuramos orientar a todos que sigam as regras, foi o que nos manteve principalmente no forte período de pandemia, mantendo a circulação no site e nas redes sociais. Fico muito feliz que o coletivo tem dado certo por essa luta pela valorização dos nossos artistas”, afirma Alisson Carvalho.

Show “Sol e Lua do Piauí” – Produção da Geleia Total

O grupo atualmente possui em média vinte integrantes, compondo grupos agindo desde produção à redação. Para Noé Filho, a comunicação da Geleia Total é voltada aos vários públicos da internet, com atuação e desenvolvimento dos conteúdos postados nas redes sociais por meio de adoção de estratégias digitais centradas em atrair à atenção das pessoas nas diversas plataformas, como canal do Youtube, página do Twitter, perfis do Facebook e do Instagram, além do site, que concentra todo o conteúdo de caráter jornalístico, fazendo da Geleia Total um coletivo forte, sempre divulgando e celebrando a arte e cultura do Piauí.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas