Poesia de João Carlos Martins Bezerra

Nunca tive paciência para quase nada na vida

tudo me causa um tédio que consome até a última gota de esperança e coragem.

Hoje, percebo que tudo que tentei fazer,

as coisas e pessoas que amei,

os sonhos que idealizei,

tudo

tudo

e mais qualquer coisa que me possa ser ainda

eu sempre deixei pela met…

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas