Poesia de Tarciana Ribeiro

“Toda vez que olho pra trás
Me canso
Então como quem sabe onde nasce o sol
Paro, olho adiante
Me balanço.”
 
Taciana Ribeiro
Blog: Escarros Poéticos

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas