Poesia de Abraão Frida Evolet

Arruaçar ou enruecer?
-ser a rua, afinal
vivemos nela e ela em nós
que desatamos pra correr

“Menino rueiro, passa pra casa!”
Minha doce mainha não pôde entender
Que um passarinho precisa voar,
Precisa os perigos do mundo correr

Lá fora, na rua, há becos e Baco
possui muitos corpos que fora festejam.
Diversos os deuses que habitam as vielas
Mais justos até dos que estão nas igrejas

Vivo num pequeno casebre de barro
E na minha rua ainda não tem asfalto
Se fico em casa eu mesmo me calo
Mas sair à rua é um grito bem alto.

Abraão Frida Evolet

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like