Diáspora, de José Galas

Aqueles aos quais me apeguei

estão distantes agora

Uns morreram por terra

outros correram por fora

De sorte que nada resta

afora gibão e espora

Eu mesmo me plantei aqui

entre o mar, o sertão e a espera.

Se perguntares a quem combato

Digo-te: a mim mesmo

                        bicho do mato.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like
Leia mais

Receita de Bomba

A bomba é um salgado tipicamente teresinense. Ele surgiu quando a dona Marlene Ferreira, sua criadora, resolveu empanar e…
Leia mais

Receita de Cajuína

Cajuína é uma bebida não alcoólica, feita do suco clarificado e cozido do caju. A clarificação se dava…