Poesia de Valter Lima Alves

nada tão fraco

que não rompa

nada tão forte

que não vença

nada valença. não tem

fronteiras aí deste
lado?

prota agonistes :

soldados-escudos

                             em

             meio

bombas balas carros-tanques

mísseis em missão

nada de pétala

neste ardor de amor

Baghdad capital

                                                        Belém longe

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar