Músico piauiense, Betto Ribeiro, lança EP exaltando a sonoridade do cavaquinho

Betto Ribeiro lança EP exaltando a sonoridade do cavaquinho. Ele é teresinense, tem 37 anos e é apaixonado pelo cavaquinho desde criança. Criado em meio a músicos e instrumentos, cresceu aprendendo a tocar e tendo a música como paixão. Ainda na adolescência foi integrante de um grupo de pagode formado por seus irmãos e amigos, oportunidade que o inspirou a se tornar músico profissional. Foi o irmão, Kim, o seu exemplo e hoje os papeis se inverteram. Betto Ribeiro é músico profissional, formado em Música pela Universidade Federal do Piauí e professor de música em Caxias e Teresina.

Betto Ribeiro tem uma ligação com a música que se estende pela família. Seu o irmão, Luthie, se dedica a construir e reformar instrumentos musicais. Integrante dos grupos “Samba no Coreto” e “Reunião de Bambas’, Betto realiza um grande sonho em 2021: o lançamento do próprio EP. Com produção musical e arranjos próprios, o cavaquinho é o protagonista no álbum que conta com a participação de grande músicos de renome nacional como: Rogério Caetano , Henrique Cazes, Beto do Bandolim, Welington Torres, Paulo Dantas, Júlio César, Bruno Moreno, Inácio Botelho e Rannyel Santos. O EP “Cavaquiando Sonoridades” conta com composições próprias de Betto e com clássicos do samba e choro.

“A produção de um trabalho é sempre uma inspiração e você ter a oportunidade de produzir algo seu, é mais motivador ainda. Com a pandemia tive muitos trabalhos cancelados, em especial no comecinho. Fiquei estudando, compondo, me aprimorando no meu instrumento até sair um edital emergencial para os músicos através da Lei Aldir Blanc, onde tive o privilégio de ser aprovado e a partir daí, começar a desenhar como ficaria o EP. A princípio seriam 4 faixas, mas depois da insistência do meu amigo Paulo Dantas, quem me ajudou bastante no trabalho, inserimos mais duas faixas. Essas duas contemplando o cavaquinho em sua essência, utilizei os recursos possíveis pra que os arranjos saíssem perfeitos, explorando todo o idiomatismo do instrumento”, comenta.

 

Betto Ribeiro conta que o EP foi também uma oportunidade de trabalhar com os seus mestres. “Tive a honra de ter meus mestres, as pessoas que sempre admirava quando ouvia seus trabalhos nas rádios, tvs etc.” E completa lembrando que Henrique Cazes RJ, um grande cavaquinista que é considerado o melhor cavaquinho solo do Brasil, aceitou o seu convite e gravou a faixa que dá nome ao EP, Cavaquiando Sonoridades, que tem a autoria de Beto. Além dele, o grande mestre do sete cordas, Rogério Caetano, também é um dos destaques e que entra para o trabalho com duas faixas. O  título do EP foi uma sugestão da produtora Clarissa Parente, que também assina a produção artística do projeto.

O EP possui 6 faixas, contendo duas composições próprias, sendo duas faixas com regional (pandeiro de couro, violão 7 cordas, cavaquinho centro e solo, acordeon), duas faixas com banda (bateria, contra baixo elétrico, bandolim, cavaco centro, congas, surdo, pandeiro, tamborica, Malacacheta). “Cavaquiando Sonoridades” (música que dá nome ao trabalho e foi feita para a sua esposa e produtora Clarissa Parente); “As Diabruras do Mestre Colombo” (composição escrita em homenagem ao Mestre Colombo); Além disso, o EP tem a composição “Tesão” de Daniel Santiago e Chinês; Possui também a composição “Anderson no 7” de Beto do Bandolim (que é pernambucano e fez essa música para o Anderson Nóbrega, violonista piauiense); E tem duas músicas de Ernesto Nazareth que são solos de piano adaptados para o cavaco pelo Betto.

Ouça o EP “Cavaquiando Sonoridades”:

Deezer : https://deezer.page.link/Cavaquiando Sonoridades
Spotify: https://open.spotify.com/album/Cavaquiando Sonoridades
YouTube: https://youtu.be/Cavaquiando Sonoridades

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas