A revitalização do painel do artista Nonato de Oliveira no Centro de Convenções de Teresina

O painel do Centro de Convenções de Teresina  foi pintado há mais de vinte anos pelo artista Nonato de Oliveira. A obra recebeu o nome de “Turismo no Piauí” e tem 9m de altura por 18 de comprimento. Construído em 1994, o painel levou 43 dias para ser concluído e já tinha passado por duas restaurações durante os últimos anos, agora recebeu além das cores originais da pintura uma proteção que deixará o painel mais resistente à ação do sol e da chuva.
Nonato de Oliveira contou com a ajuda dos artistas WG, Malcom Jefferson, Jarlexandre, Gardel Mendes, Felipe Marinho, etc. A restauração que levou 15 dias teve um investimento de 55.000,00 para custear mão de obra, equipamento e materiais de restauro. Segundo WG, as obras do Nonato de Oliveira revelam a identidade e expressão do piauiense. Nonato é a maior referência que se tem em pintura urbana no Piauí, pois pintou painéis na paisagem citadina que embelezam e encantam o olhar dos transeuntes, além disso o painel do Centro de Convenções de Teresina está presente na rotina de quem, assim como WG, faz o percurso até a Zona Norte da cidade.
O pintor, escultor e desenhista Raimundo Nonato de Oliveira, mais conhecido como Nonato Oliveira, nasceu em 1949 em São Miguel do Tapuio, município piauiense. Já expôs em muitos lugares pelo Brasil afora, como no Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Santa Catarina, Minas Gerais e Brasília. Além disso, expôs fora do país em exposições coletivas (como nos Estados Unidos) e exposições individuais (na França, Portugal, Itália, Inglaterra e Noruega). Seus murais fazem parte do cenário artístico de muitas cidades, compondo a arquitetura de escolas, hotéis, entre outros estabelecimentos. Nonato Oliveira já estudou Direito, Economia, Técnico em Edificações, Matemática e Eletrônica, mas só concluiu o curso de Eletrônica na Escola Técnica Federal do Piauí. Nonato Oliveira é o criador da obra “Cabeça de Cuia e as Sete Marias Virgens”, um dos cartões postais do estado que está exposta no encontro dos rios Poti e Parnaíba. O artista também chegou a ser diretor do Museu do Piauí Odilon Nunes.
Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas