Cardoso Not vence o Prêmio Lata Mais Bonita do Brasil

Mais de três mil pessoas participaram da votação popular para escolher os rótulos de latas de cervejas mais bonitos. Os 26 finalistas do Prêmio Lata Mais Bonita do Brasil foram avaliados por júri popular e técnico, e os vencedores de cada categoria foram divulgados nesta quinta-feira (9) nos canais da Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas). Na categoria Micro e Pequenas cervejarias o primeiro lugar ficou com a APA PQP, da cervejaria Rambeer, que também conquistou o segundo, com o rótulo da La Crème, e a terceira colocação ficou com Newbie, da mineira Prussia Bier.

Cardoso Not, o artista piauiense vencedor, destaca sobre o prazer de ter ganho um evento tão disputado entre os talentos de várias regiões do Brasil. “É um concurso nacional, não tem como não se sentir realizado. Vencer em primeiro e segundo lugar, em uma categoria tão disputada como a da cervejaria artesanal, disputando com vários outros artistas de grande potencial, é surreal, sabe!? Acredito que é o sonho de vários artistas, e espero que essa conquista possa contribuir para que muitos jovens, artistas emergentes, continuem persistindo em busca de seus objetivos. Estou nessa caminhada a muito tempo, já recebi diversas homenagens, já alcancei diversas conquistas no caminho da arte, mas confesso que é difícil se acostumar, e espero, honestamente, que esse dia não chegue tão cedo.”


O artista ressalta que, havia saído recentemente de outro concurso importante, com sua obra em quadrinhos do Evento da CCXP e ficou receoso para participar do concurso das latas mais bonitas do Brasil, pois eram duas latinhas na Final, La Crème e Apa PQP, mas o público se mobilizou e fez sua parte. “Graças a Deus, deu tudo certo, a galera votou e conseguiu essa dobradinha, acho que essa união é a verdadeira vitória, saca?! A gente sofre muito por aqui, mas quando a gente precisa desse calor, desse apoio, seja na ilustração, na dança, nos esportes ou qualquer outra modalidade em que um nordestino pleiteia um pódio, esse apoio chega, ajuda, é algo transformador. Um jogador a mais”, afirmou.

Após vencer uma disputada final que contou também com júri popular, Cardoso dedicou o prêmio a união e força de vontade de muitos jovens em alcançar seus objetivos. “Como falei, a união é a verdadeira vitória nessa conquista, estamos em uma região onde a depressão bate forte, onde a taxa de suicídio é quase o dobro da média nacional, e é bonito ver o quanto isso é deixado de lado para ajudarmos um irmão de sonho, de caminhada. Acredito que essa união tem que fazer parte do nosso dia a dia, do nosso cotidiano, temos muitas pessoas talentosas aqui, temos muitos pontos positivos para sermos lembrados por eles do que os negativos. Precisamos mudar isso e espero que várias outras pessoas pensem igualmente a mim e contribuam para essa mudança. Esse prêmio não é meu, repito, esse prêmio é nosso”, afirma.

Segue o link com a celebração de Cardoso By em sua rede social

https://www.instagram.com/cardosonot/p/CXlwZ-QLnjk/?utm_medium=copy_link

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas