João Carlos Martins Bezerra lança o livro de poesia “Meus Fragmentos”

O autor picoense João Carlos Martins Bezerra lança o seu primeiro livro intitulado como “Meus Fragmentos” pela Editora Elã.

Meus fragmentos é uma obra que resultou da seleção de vários poemas escritos em torno de vários anos. O autor escreve desde o início da sua adolescência indo na contramão de qualquer sistema métrico abordado por escritores de gerações literárias anteriores, defendendo que a poesia deve ser livre, escrita da maneira em que o poeta deseja que seja.

“Alguns desses poemas já participaram de concursos literários e resolvemos fazer essa compilação e publicar o livro. Disso veio o nome de Meus Fragmentos, que nessa ocasião cada poema são fragmentos que reunidos eles formam o poeta, a minha identidade, o meu retrato.”

Nessa obra, você encontrará vários poemas sem títulos ou sem qualquer semelhança com a literatura parnasiana, foram poemas escritos em meio a sentimentos e sensações que não tem explicação para tê-los ou defini-los, colocados no papel na mesma forma em que as palavras estavam sendo sentidas nos pensamentos do autor. Não há possibilidade de enquadrá-lo em algum movimento literário, Meus fragmentos é uma obra que foge de tudo que poderia ser, cada poema nessa obra é um fragmento de quem é e como vive o poeta.

“Uma obra que nasce, seja ela de qual gênero for, é de suma importância, principalmente na nossa literatura piauiense. Mesmo tendo grandes nomes que fizeram parte de grandes movimentos literários no Brasil, ainda temos um pouco de carência e precisamos de mais evidência. Geralmente damos mais atenção aos autores de outras regiões”, frisa.

O Autor

João Carlos Martins Bezerra é natural de Picos-PI, onde viveu parte da sua infância. Aos 13 anos sua família o enviou para estudar em Recife-PE, passou dois anos e depois regressou para sua terra natal. Desde a sua adolescência escrevia pequenos poemas, não divulgava, com a adolescência passando continuou a escrever e a guardar seus textos de forma despretensiosa.

Findando o Ensino Médio e ainda sem saber qual seria a sua formação acadêmica cursou Bacharelado em Enfermagem na UFPI, Campus de Picos, no início da graduação se interessou pela política estudantil e foi eleito numa chapa para o Diretório Central dos Estudantes-DCE. Percebendo que a área da saúde não seria a sua formação, desiste do curso e vai estudar Bacharelado em Direito na faculdade particular da cidade, destacando-se pelas didáticas em apresentar seminário e pela eloquência dos seus discursos em temas variados; enfrentou dificuldades para continuar cursando Direito, pois já percebia que aquela formação não lhe aprazia.

         Logo naquele mesmo período, ele passa a ter um maior amadurecimento na poesia e estaria prestes a deixar o curso. Presta mais um vestibular, sem sua família ter conhecimento das suas pretensões, passa para Licenciatura Plena em Letras/Português na UESPI, campus local.

         Atualmente, João Carlos cursa Letras, onde finalmente descreve a licenciatura como “a formação da sua vida” e pretende lecionar literatura. Hoje, ele tem poemas publicados na Antologia Líquida, do grupo Geleia Total; tem poema publicado na Antologia da ALERP, recebendo o título de Menção Honrosa daquela Academia; é membro do Grupo de Estudos em Literaturas de Língua Portuguesa (GELLP) e do Grupo de Estudos e Pesquisa em Literaturas de Língua Portuguesa – Linha de pesquisa em Literatura Comparada (GEPELLP).

         Segundo ele, “não se escolhe escrever poesia como quem escolhe uma roupa, se nasce poeta. Eu não escolhi fazer poemas, mas tive que aceitar essa condição de vida; escrever foi a única maneira que encontrei para buscar respostas de sensações que sinto”.

Compre o livro

LANÇAMENTOS

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas