Mércia Ferreira

“A literatura é algo que me engrandece, é como respirar e é fundamental.” Mércia Ferreira nasceu em Recurso, zona rural de Piripiri, é graduanda em administração pública e pós-graduanda em Docência do Ensino Superior. Mércia, apenas com 23 anos de idade, é autora dos livros: O Mistério da Alvorada Hotel (2015), Na Calada da Noite (2017), Antes de Ferraz (2016), O Anjo das Ruas (2016/2017), Prometidos (2018) e A Hora do Crime (2018). É, também, autora de contos renomados como “Entre contos e crimes”, “Ela decide” e outros. A jovem escritora rompeu as fronteiras geográficas na plataforma digital Wattpad, na qual permite o compartilhamento de livros e contos. Além disso, Mércia Ferreira lançou um livro pelo editorial Hope na bienal do livro ocorrida no Rio de Janeiro. A escritora foi conquistando seu espaço e, atualmente, tem uma boa aceitação do público e do meio do qual faz parte.

“A literatura é algo que me engrandece, é como respirar e é fundamental.” Mércia Ferreira

Nome Completo: Máira Mércia Ferreira Lima

Descrição: Escritora

Data de Nascimento: 01/02/1995

Local de Nascimento: Piripiri-PI

Perfil escrito pela Geleia Total
Escrito por: Alisson Carvalho
Revisado por: Liciáuria Marques Rocha

 

Como nasce uma escritora

Atravessada pelas influências estrangeiras e assistindo a filmes e séries, Mércia Ferreira foi instigada aos poucos até ser arremessada de vez no mundo das letras. Isso aconteceu no período do ensino fundamental, quando a estudante, que se destacava na escola, foi selecionada para um projeto que tinha como objetivo de os estudantes ajudarem outros estudantes com aulas de reforço. A experiência fez com que Mércia passasse a estudar com mais intensidade a fim de conseguir transmitir com mais facilidade os conteúdos que seriam aplicados no reforço escolar. Além disso, a escritora passava horas na biblioteca tentando encontrar meios de despertar mais interesse pelos estudos. Mércia Ferreira conta que foi na literatura que ela achou a solução para esse desafio e usou as obras que seriam cobradas no vestibular como fonte de inspiração para um maior envolvimento desses alunos os quais passaram a encenar peças baseadas nessas obras, tudo orquestrado por Mércia Ferreira que foi levada às reuniões dos professores para relatar a bem-sucedida experiência. O contato com os livros fez tão bem à estudante que ela quis transmitir a mesma sensação aos outros alunos e começou a emprestar o seu próprio acervo de livros aos colegas.

O gênero terror na literatura piauiense

Criar é ressignificar o mundo e transformar o real. Mércia Ferreira começou a escrever aos quinze anos de idade e, depois de uma pausa, voltou à escrita aos dezenove anos. Sua primeira obra publicada foi “O Mistério da Alvorada Hotel” na Bienal do Livro do Rio de Janeiro em 2017, quando tinha vinte anos de idade. A autora encontrou no terror e no suspense um espaço para libertar suas criações. Inspirada em Sidney Sheldon e Agatha Christie, Mércia Ferreira se tornou referência nesse gênero e tem se destacado, conquistando um público cada vez maior. Após a publicação do primeiro livro, a escritora passou da escrita dos cadernos para a plataforma digital, Wattpad, e se consolidou no ambiente virtual, ficou sem publicar por mais dois anos, mas voltou a comercializar  suas obras com a publicação de seu segundo livro “Na Calada da Noite”. Apesar de ter se encontrado no gênero do terror e suspense ela desafiou-se enveredando para outros gêneros como os romances e contos.

Eu voltei a escrever pela dor

Algumas criações acabam rompendo a sua época, sensibilizando e conquistando gerações, ou seja, tornam-se universais. Dizem que para que uma obra se torne eterna é preciso mergulhar a pena da criação na tinta da melancolia e talvez por isso as grandes obras tenham como motor os sentimentos menos amistosos. Para o artista a vida é um laboratório de criações, as experiências vivenciadas alimentam a sua arte e esta demonstra as suas inquietações do momento vivido. E é navegando nesse oceano instável das emoções que o artista vai compondo o seu repertório e modelando a crueza do mundo para apresentar ao público em forma de arte. Mércia Ferreira fez da escrita uma válvula de escape durante os momentos mais difíceis de sua vida. Ela, também, conta que voltou a escrever motivada pela dor, depois do falecimento de um de seus entes queridos e não parou mais, fez da escrita seu espaço de liberdade que independe de seu estado de espírito. “A literatura representa tudo, representa a paz que eu preciso. É algo indispensável”, frisa Mércia Ferreira.

“A literatura representa tudo, representa a paz que eu preciso. É algo indispensável.” Mércia Ferreira

Na calada da noite

Cada obra é um filho que Mércia Ferreira foi construindo em momentos importantes da sua história, são crias, criações lapidadas e que dizem muito sobre a autora. Nesse sentido, a autora destaca a obra “Na calada da noite” e afirma ser apaixonada pela obra. Mércia conta que a inspiração para escrever a narrativa veio durante um velório, elemento que se faz presente no cenário das cenas do livro. A ideia súbita chegou e passou a interferir até no sono da autora. A trama se desenvolve em torno de um crime praticado no cemitério e a narração é construída sobre a trajetória da investigação policial guiada pelas personagens Vanessa Queiroz e pelo detetive Omar Bittencourt. A obra é escrita como um filme, surpreendendo o leitor e criando uma áurea de mistério. A autora de escrita simples e atraente acaba aproximando o leitor da história, suas obras se assemelham à literatura estrangeira.  “Mas na calada da noite pessoas naquela região queriam mesmo era estarem protegidas em suas casas, e ninguém havia passado por aquela rua recentemente, a não ser ele e seu perseguidor” (trecho da obra “Na calada da noite”).

A escrita que edifica

Escrever é imprimir no papel um oceano de ideias, é racionalizar os sentimentos e vomitá-los. Para Mércia Ferreira escrever é também se exorcizar dos sentimentos negativos e funciona como uma forma de meditação, pois é o momento de que ela precisa para se concentrar e organizar pensamentos. Escrever, para Mércia, é se fortalecer e se edificar, uma vez que a leitura sempre transmite alguma ideia, sempre tem algo para acrescentar, ou seja, para oferecer. O potencial da escrita é gigantesco e de acordo com a escritora não se trata apenas de transmitir ideias, mas de criar universos, de transformar vidas, de alimentar sonhos, é algo tão vital como respirar. Mércia Ferreira é uma incentivadora da leitura em um país que consome pouca literatura em relação aos seus vizinhos, a autora ganha cada vez mais espaço no universo sem fronteiras das plataformas virtuais e é referência entre os novos autores do gênero literário do qual faz parte. A autora de terror e suspense nunca esqueceu o sonho de difundir a literatura e encantar outras pessoas da mesma forma como foi encantada pelo mundo das letras.

Contatos

facebook.com/ferreira.fernandes.792

wattpad.com/user/MerciaFerreira

Fotos

Vídeos

Livros

O Mistério do Alvorada Hotel (2015)

Na Calada da Noite (2017)

Antes de Ferraz (2016 — sem publicação)

O Anjo das Ruas (2016/2017)

Prometidos (2018 — Em desenvolvimento)

A Hora do Crime (2018)

Contos

Construir em Verdade

Entre contos e crimes

Ela Decide

Só Mais Uma Vez: O último Pique esconde solitário

Meu passatempo preferido

A Casa dos Enforcados

Entidade: A cidade dos Enforcados

Mais que um passatempo

Outras fontes

https://www.lionpublicidadeelivros.com/single-post/2018/02/04/Autora-M%C3%A9rcia-Ferreira

Última atualização: 24/06/2018

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

4 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você Pode Gostar
Leia mais

Maria da Inglaterra

Maria Luiza dos Santos Silva, mais conhecida como “Maria da Inglaterra”, nasceu em Luzilândia em 1940. Começou a…
Leia mais

Lais Rosa

Ela é um sucesso nas redes sociais, seus textos ultrapassaram as fronteiras e conquistaram admiradores de todas as…