Conheça o trabalho de Fábio Crazy

Fábio Crazy

Formada em 2017, Fábio Crazy e Os da Silva é um projeto formado com os músicos Daniel Pajé ( Cabesativa, Phunk Buda) na bateria, Sael Silva (Negative Green) no baixo, e Paulo Death (Átima, Carta de Nicolau) na guitarra.

 

     Fábio Crazy começou sua carreira como vocalista da banda Tequila, que logo se tornou núcleo seminal da banda Narguilé Hidromecânico formada em 1997. Ainda no mesmo ano, a banda se torna referência regional com seu hit Forró do Molambo, amplamente divulgada em rádios de todo o Piauí, além da projeção nacional, tocando em festivais como Nordestes no SESC Pompéia, Festival Música para Reciclar, em Pirituba-SP, Escalada do Rock (seletiva do Rock In Rio) e Carnaval Alternativo da Lapa. Seu segundo álbum Poeirão, bem aceito pela critica põe o Narguilé como banda piauiense relevante no cenário nacional, com o álbum recebem da TV Clube o prêmio de melhor banda de 2002.

     Em 2006, com o projeto Eletrosilva, Fábio se envolve com experimentos de música eletrônica e lança o álbum Conecção Imediata, sendo elogiado pelo site Trama Virtual, além de ser citado em entrevistas por DJs como DJ Dolores-PE e Chico Correia-PB.

     Em 2011 Fábio inicia o projeto Electric Samba Sound System em Amsterdam-Holanda com o músico holandês Fons Van Tienen e a boliviana Ibelise Guardia. A banda logo toma popularidade com vários shows em pubs e festivais. Com o retorno de Fábio a Teresina, ele convida Lívio Nascimento para integrar-se ao projeto e muda o nome para Eletrique Zamba. Em 2015 iniciam a gravação do primeiro álbum do grupo com a participação de talentosos e criativos músicos piauienses: Roraima, Ravel Rodrigues, Elayne Leo Neo, Pedro Ben, Bruno Moreno, Zaqueu Souza, Paulo Dantas, Thiago Cabral, André de Souza entre outros. O álbum intitulado Vol.1, foi lançado em jan. De 2017 com excelentes criticas em sites especializados de música, alcançou projeção internacional em playlist de programas de rádio como TerraSanta na Bélgica, da Global Riddim na Cidade do México. No fim do mesmo ano, o Vol. 1 do Eletrique Zamba sai na lista da Gênius Brasil entre os 28 melhores álbuns de 2017, ainda no site Floga-se, são apontados pelos leitores entre os 50 melhores álbuns de 2017.

Paulo Death é um dos fundadores do Cabesativa, líder da banda Átima, hoje é integrante da banda Carta de Nicolau

Sael Silva é integrante das bandas Negative Green e CarnaWood.

Daniel Pajé é um dos fundadores e produtor de banda Cabesativa

A coletânea Tracks Debris Compilation (vol.1) é o mais novo lançamento do selo
parnaibano Solar 6 Voltz. A seleção e curadoria ficaram a cargo de Fábio “Crazy”
Christian, ex-vocalista do Narguilé Hidromecânico e atualmente à frente do duo
Eletrique Zamba.

 

Fábio Crazy & Os da Silva

 

Fábio Crazy & Os da Silva é o primeiro trabalho de Rock gravado por Fábio Crazy depois de 8 anos. Esse tempo Fábio se dedicou a seu atual projeto, o Eletrique Zamba.

Formada em 2017 em Parnaíba-PI, Fábio Crazy & Os da Silva é um projeto, que além de Fábio, envolve os músicos  Sael Silva (Negative Green), Paulo Death (Black Beauty) e Daniel Pajé (Cabesativa). O EP contém três faixas, produzido por Fabio Crazy & Levi Nunes, foi  lançado pelo selo parnaibano Solar 6 Voltz Discos.

O EP traz a visceralidade roqueira em tempos que se diz que o rock está morto. Destaque para a faixa Subindo o Morro (80 tiros).

TRACKS DEBRIS COMPILATION VOL. 1

A empreitada, segundo o próprio Fábio, surgiu da necessidade de traçar um panorama da produção mais recente em termos de música autoral do estado. Configura um mix composto seja por velhos conhecidos do cenário autoral do Piauí que continuam em atividade, seja por artistas que ainda buscam maior visibilidade. As 16 faixas permitem visualizar vários aspectos positivos que têm sido verificados na produção de música autoral no Piauí nos últimos anos. Alguns deles são: o boom da música instrumental (André Wilker, Wake Up, Killer!, Lívio Nascimento, entre outros); a continuação de carreiras já longevas (Teófilo, Hugo dos Santos, Fábio “Crazy” Christian); a novíssima safra de compositores (Daniel Felipe, André de Oliveira); o papel feminino cada vez mais destacado (Cami Rabelo e Brisa), sobretudo depois da visibilidade alcançada pelo grupo Bia e os Becks no cenário cultural do estado.

Fábio Crazy

VÍDEOS

LINKS

http://www.botequimdeideias.com.br/flogase/os-melhores-do-ano-2017-discos-resultado-da-votacao-leitores/

https://genius.com/Genius-brasil-os-discos-genius-de-2017-ate-agora-annotated

http://www.elcabong.com.br/alto-nivel-na-primeira-leva-de-clipes-brasileiros-de-2017/

https://hitsperdidos.com/2017/03/13/com-raizes-piauienses-eletrique-zamba-dialoga-de-maneira-universal-em-seu-album-de-estreia/

6 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like