Inauguração da nova sede da Casa da Cultura de Teresina

Inauguração da nova sede da Casa da Cultura de Teresina aconteceu terça-feira marcando um dos eventos da programação do aniversário da cidade que comemora 169 anos. Agora a Casa da Cultura está localizada na rua Elizeu Martins, esquina com 7 de setembro, número 1426, Centro, em frente à praça João Luís Ferreira, próxima da antiga sede da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

O prédio anterior da Casa da Cultura foi criado em 1994 e a antiga edificação (construída entre 1870 e 1880, pelo Sr. João do Rego Monteiro, o Barão de Gurguéia (1809-1897), para sua residência e família) já serviu como quartel, enfermaria e residência episcopal.

O projeto teve como objetivo abrigar o acervo museológico com uma mostra de Geologia, Paleontologia, Numismática,  Coleção Fotográfica José Medeiros, Galeria de Artes Lucílio Albuquerque, entre outros. Além disso, a Casa acabou se tornando um centro cultural com atividades artísticas, cursos, palestras, exposições de arte e eventos bem variados.

De acordo com Marilene Evangelista, diretora da Casa da Cultura, o novo espaço está em uma edificação com característica da arquitetura implantada no Brasil, na segunda metade do século XIX e que tem uma grande importância histórica para o município. A diretora lembra ainda que o prédio pertence ao próprio município e que foi tombado no ano de 1992.

“Apesar do novo endereço, o que me deixa feliz é o fato de podermos retomar as atividades da Casa da Cultura, projeto que estava parado há mais de um ano, por conta das medidas restritivas para tentar evitar o aumento de casos do novo coronavírus. Na segunda-feira (23), estaremos retomando as atividades com a abertura para visitações públicas, neste primeiro momento, em um horário reduzido e mantendo os protocolos sanitários”, comenta Marilene Evangelista.

 O que será feito da Casa do Barão

Segundo a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), a Casa do Barão, situada na Praça Saraiva, que por muito tempo abrigou a Casa da Cultura sofria com problemas estruturais, que inclusive colocava em risco o rico acervo que tinha no local.

Por isso, o espaço precisará passar por reparos, mas como se trata de um prédio particular, a sua reforma precisa ser acordada com a Arquidiocese de Teresina, proprietária do imóvel. E somente depois de solucionar esses problemas é que o local poderá abrigar os projetos culturais.

“Já iniciamos um diálogo saudável com proprietários da Casa do Barão para que o prédio possa passar por uma ampla reforma sem perdas para o poder público, uma vez que se trata de um bem particular. Já considero isso um avanço, uma vez que essa reforma já deveria ter sido feita há anos, por isso e por entender que essa edificação também faz parte da história de Teresina é que vamos manter os esforços para que a cultura continue sendo abrigada no espaço”, conclui Scheyvan Lima.

Total
10
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas