Paula Milena: uma das vozes que marcam a nova geração de cantoras

A cantora e compositora Paula Milena tem apenas 21 anos e já faz parte da “Nova Geração” de artistas piauienses. Nasceu em Santo André – SP, mas radicou-se na cidade de Luzilândia-PI por muitos anos onde iniciou a sua vida artística ainda com 9 anos da idade. Estudou no Projeto Música Para Todos, ganhou o 11° Concurso de Intérpretes, participou de um intercâmbio na Itália com o grupo Eu & Ellas (2015) e lá ministrou aulas de musicalização em algumas escolas de Catânia. Participou do Tributo “Elis Vive” no Teatro 4 de setembro, em homenagem a Elis Regina (2015, 2016 e 2017). Em 2018 conquistou o 2° Lugar do Festival Teremusic e o 1° Lugar do Festival Canthe. Participou do concerto “Na Sintonia do Samba” com a Orquestra Sinfônica de Teresina, acompanhada de Grandes nomes da música piauiense. Em 2019 foi uma das atrações do “Samba Velha Guarda” pelo projeto Música Boa do Teresina Shopping, participou do Concerto da Banda de Música do 25°BC, em alusivo a data comemorativa da semana do Soldado. Foi participação especial na Temporada 2019 da Orquestra Sinfônica de Teresina. Faz parte do novo projeto do Artista piauiense Vavá Ribeiro “O que será de mim sem o caos?” cantando a música “Tanta coisa”. Em janeiro de 2020 retornou a Europa com o Grupo Eu&Ellas para fazer uma turnê em Portugal e Espanha nas cidades de Sintra, Évora, Coimbra, Covilhã, Vila Real, Porto, Lamego e na capital espanhola, Madrid. Iniciou a temporada dos “Concertos Matinais” do Palácio da música com o grupo Eu & Ellas em homenagem ao Dia da Mulher.

“Eu sinto a música tão forte em mim que penso não é algo que você escolhe, mas é a própria música que te escolhe.” Paula Milena.

Nome Completo: Paula Milena Vale

Descrição: Cantora e Compositora

Data de Nascimento: 24/09/1999

Local de Nascimento: Santo André – SP

Escrito por: Alisson Carvalho

Quando o canto está na alma

Apesar de não ter uma família vinculada às artes, tampouco apreciadores da música, Paula Milena nasceu com um talento que eclodiu apesar da ausência de incentivo. Mesmo assim, o olhar paterno ajudou muito, pois o pai da cantora percebeu desde cedo essa aptidão para o canto, principalmente depois de ter visto a empolgação da criança diante de um violão. Posteriormente, o pai de Paula Milena matricula a filha, que tinha aproximadamente nove anos de idade, em uma escola de música de Luzilândia-PI. Nessa escola não possuía aulas de canto, só de instrumentos musicais, por isso a cantora começou a estudar o Trompete e se integrou ao grupo musical desse projeto. Paralelamente, a irmã de Paula Milena a convidou para cantar uma paródia em uma gincana da escola e foi quando a cantora mostrou o seu talento para o público que gostou muito da performance. Depois Paula canta a mesma paródia no show de talentos da sua turma e a professora, que ficou encantada, convidou o violinista Rejanildo para tocar com a aluna na Câmara Municipal de Luzilândia naquela mesma tarde. A apresentação bem-sucedida causou comoção e depois disso a cantora começou a ser convidada para cantar em vários eventos.

Uma voz que se destaca

A partir do destaque no canto Paula Milena deixou o trompete de lado para cantar ao lado da banda e depois formaram um coral na cidade. Mesmo entre outras vozes a cantora já se destacava e era colocada para apresentar em destaque e essa experiência durou dos nove aos 13 anos de idade até que Paula muda-se para a capital do estado, Teresina, com o objetivo de se preparar para os estudos. Com isso, pensando em maiores oportunidades dentro da área musical, o pai da cantora começa a investir na filha, inclusive efetuando a matricula de Paula no projeto Música Para Todos. O projeto social que visa formar músicos com conhecimentos técnicos em canto e diversos instrumentos musicais foi o espaço que a cantora apreendeu as informações que precisava para se profissionalizar na música, além disse foi lá que ela fez seus primeiros contatos musicais e que geraram diversas parcerias.

Construindo a carreira musical

No projeto Música Para Todos Paula Milena conheceu tecladista e professor Silvio Rosário que não tardou para reconhecer o potencial da, na época, aluna. Sílvio convidou Paula para cantar junto com ele e a sua primeira apresentação foi em um projeto da escola só que em um hotel da cidade, depois disso o responsável pelo hotel contratou Paula para cantar no dia dos namorados. Nesse período a cantora começou a participar de festivais e foi contemplada com o primeiro lugar no 11° Concurso de Intérpretes e participou de um intercâmbio na Itália com o grupo Eu & Ellas (2015) ambos pelo Música Para Todos, em 2018 conquistou o 2° Lugar do Festival Teremusic e o 1° Lugar do Festival Canthe. O intercâmbio proporcionou inúmeras experiência para Paula Milena, pois foi onde percebeu a cultura alheia ao passo que comparava e se encantava mais ainda pela própria cultura. Lá na Itália a cantora e a equipe apresentaram um pouco das particularidades do Brasil como danças, músicas, etc. Paula Milena sempre pensou de forma objetiva para melhorar seu desempenho e durante os festivais ela podia se autoavaliar, além de ter o feedback dos jurados. Posteriormente a cantora conheceu Josué Costa, que a convidou para cantar em eventos, e Paulo Dantas, que sugeriu fazer uma homenagem ao Samba com a participação da cantora na Orquestra Sinfônica, então essas e outras participações ajudaram a cantora a ter mais visibilidade no meio musical de Teresina.

“Hoje eu tenho plena certeza que eu nasci para isso. Então a música está presente em todos os meus sentimentos.” Paula Milena

Uma artista espontânea

Paula Milena está constantemente procurando meios de se aperfeiçoar, por isso ela frisa como a experiência com o projeto Música Para Todos foi primordial para começar a ter uma vivência de palco, pois lá os artistas são incentivados a participar de festivais internos, que acontecem com frequência, além de promover a circulação dos alunos, assim como um conhecimento diversificado da música. Com essa experiência, Paula Milena constituiu ao longo dessa trajetória um estilo diversificado, eclético, pois colheu aquilo que mais agradava de tudo que aprendeu. Ela tem como referência musical Elis Regina e Maria Gadu. Segundo a cantora, ela se define como uma cantora de MPB e esse processo de criação se dá de forma espontânea, mas o lado compositor da artista ficou escondido pela convicção de que ela era uma intérprete, porém com a pandemia e o isolamento social ela conta que se permitiu mais. A partir disso, Paula Milena decidiu experimentar sem se censurar e desse processo surgiu as suas primeiras músicas. “Eu, que nunca tinha feito uma música, comecei a cantarolar, pois gosto muito de criar melodias. Então comecei a criar e comecei a gravar enquanto criava a letra para encaixar nela. Aí mostrei a música para o Silvio Rosário e ele gostou e começamos a criar o arranjo da música. Então eu crio do nada.”

 

 

A liberdade que transborda paz

Durante a pandemia a cantora e compositora Paula Milena produziu duas lives no Youtube, alcançando mais de 10 mil pessoas. Ainda em 2020 entrou nas plataformas digitais como intérprete da música “Pensando Bem”. Em 2021 lança mais uma música nas plataformas “Sim, pra todo sempre” e já se prepara para o lançamento da música “Paz”. A nova música representa uma superação, pois antes ela se considerava apenas uma intérprete, então a inspiração que surgiu em uma fila de supermercado foi sendo construída gradualmente e depois de um ano surge a primeira música autoral de Paula. “Paz” tem a identidade da compositora, representa ela em todos os sentidos, é como uma exposição da sua própria alma apresentada em forma de canção. A música tem a assinatura dos arranjos pelo Silvio Rosário, além disso também demonstra a amizade e uma parceria que a artista possui com o músico. Para essa música, Paula, fez parceria com os músicos Athos Rodolfo (Contrabaixo), Wellington Torres (Violão e Guitarra), Marsandro Henrique (Percuteria), Igor Barreto (Engenheiro de áudio) e o Quarteto de Cordas da Orquestra Sinfônica de Teresina. “Eu sinto a música tão forte em mim que penso não é algo que você escolhe, mas é a própria música que te escolhe. E hoje eu tenho plena certeza que eu nasci para isso. Então a música está presente em todos os meus sentimentos”, crava.

A preparação para o palco

Segundo Paula Milena, a oportunidade nas artes, principalmente no meio musical, é algo para ser conquistado e que não precisa de mediadores, cada artista pode ir ocupando os espaços seja pelas redes sociais, festivais, shows, etc. Atualmente canta em eventos como Casamentos, Recepções e Formaturas.

A artista que chegou de outra cidade começou a trilhar esse caminho e foi construindo uma carreira pensando em vários detalhes para as suas apresentações. “Eu vejo o festival como oportunidade, então não adianta ser bom cantando e não pensar em toda a apresentação. Você precisa ser boa na forma como você se comunica e nos outros detalhes para que seja uma apresentação completa.” Paula frisa o quanto é importante aproveitar as oportunidades para demonstrar o seu trabalho e não ter medo de tentar.

Contatos

Instagram.com/paulamilenaoficial/

Youtube.com/channel/PaulaMilenaOficial

Fotos

Vídeo

Outras fontes

https://www.clicaluzilandia.com.br/noticia/2478/

TEREMUSIC RECEBE APRESENTAÇÕES DO MÚSICA PARA TODOS

Última atualização: 23/09/2021

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas