Conheça o estilo Lo-fi: da origem à atualidade

 Com certeza alguma vez você já se deparou com esse nome “Lo-fi” pelo YouTube ou alguma plataforma de streaming musical. As imagens dos vídeos trazem um ar de relaxamento devido ao próprio estilo da música que possui essa intenção. Relaxar… Algo tão difícil nesses últimos anos, com tantas tragédias, demandas pessoais, ocasionando transtornos mentais. As músicas em Lo-Fi vem para você descontrair-se, descansar com um estilo mais lento, colocando seus nervos ao mesmo nível da melodia.

  Esse estilo de produção musical usa métodos de gravação de baixa qualidade ou do termo que vem do inglês low fidelity (Lo-fi), ou seja, baixa fidelidade. O termo foi disseminado nos anos 80 pelo DJ William Berger, um americano que possuía um programa na rádio e tocava músicas caseiras das antigas. O nome “Lo-Fi”, tem esse atributo devido à leveza e simpleza, apesar do estilo ter ligações com o hip hop, jazz, bossa nova, soul, por conta da semelhança de batidas, ele não possui a mesma energia, pois mantém sempre um ritmo diferenciado e devagar, ou melhor, único.

  O início do gênero musical partiu da criatividade de artistas que não tinham recursos financeiros, então usavam aparelhagens antigas como gravadores baratos de fita cassete, chiados, instrumentos musicais meio desafinados e simuladores de agulha de toca-discos para fazerem suas produções. Atualmente, nada que um bom software de produção musical, como FL Studio, Pro Tools ou Ableton Live para facilitar a vida dos artistas. O estilo Lo-Fi vem sendo buscado para manter o foco nos estudos, lê um livro, afazeres de casa, no trabalho e até mesmo para ajudar a dormir.

  O “BOOM!” Desse gênero veio a partir de 2014/2015, mas com a pandemia, teve um salto maior de buscas justamente pela necessidade dos seres humanos em quarentena de precisarem concentrar-se, amenizar a ansiedade no meio caótico que, aliás, ainda estamos passando. Os produtores do estilo são de maioria independente que apenas curtem fazer o seu som, sem pretensão alguma de fama. Mas existem playlists e canais como no caso do Lo-Fi Girl, que chegou a 10 milhões de inscritos no YouTube, sem contar em outros canais que também possuem números altíssimos de ouvintes e com o mesmo intuito de divulgar os artistas desse estilo.

  Aqui no Piauí, não ficamos de fora desse universo, em Parnaíba, o produtor Biaggio Cardoso, 19 anos, faz músicas no seu canal do Youtube, seus vídeos tem um total de 49 mil visualizações e possui um futuro promissor no Lo-fi. A produção com mais visualizações em seu canal foi a de um remix da música “Corcovado” de Tom Jobim, sua música traz uma melodia suave, mas uma mistura de instrumentalização que dá aquela vontade de curtir a vibe sentado, tomando um café e estalando os dedos.

  Sua produção mais recente foi “Over the lofi” um remix Lo-fi da música “Ylang Ylang” do multi-instrumentista e cantor francês FKJ, além da música, possui trechos da animação “Over the Garden Wall (O Segredo Além do Jardim)”. Demonstra claramente uma sensação de desestresse ao ver a produção audiovisual. Aparentemente, Biaggio faz jus ao quesito “Low profile” dos produtores desse gênero musical, não é muito de falar e nem de entrevistas. Mas creio que seu trabalho deva ser divulgado e exaltado por ter sido criado na nossa terra, onde alguns sons que estão fora do mainstream não recebem a mesma visibilidade

Para mais informações sobre o artista acesse seu Linktree: https://linktr.ee/Biaju

Total
3
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas