Exposição Virtual ‘Reflexos Literários’ em parceria com a Geleia Total é lançada nesta semana

 A experiência de acesso aos museus, suas ações e a bens culturais digitalizados tornou-se, mais que em outros momentos, onipresente em 2020. Trata-se de um fenômeno amplo, que atinge o setor museal em todas as suas dimensões, e cujo processo de assimilação de novas práticas e usos foi intensamente acelerado pela pandemia. Com o isolamento social, o trabalho dos museus voltou-se para os bastidores, abrindo espaço para reflexões à luz dos acontecimentos transformadores em curso. No mundo da cultura digital, como podem os museus melhor prestar o serviço de preservar, investigar, comunicar, interpretar e expor as coleções de valor histórico, artístico, científico, técnico ou cultural, valendo-se das ferramentas digitais e da lógica das redes sociais e outras plataformas digitais hoje são compulsórias à fruição de bens culturais musealizados.
   Essas atividades são formas não só de dar visibilidades aos museus, mas experiências de intercâmbio entre as instituições de memória e a sociedade. Com a virtualização dos acervos e de outros projetos museais, fenômeno internacional, surge o desafio de saber como agir no ambiente virtual, deixando o fenômeno de maneira mais positiva possível ao público. A disponibilidade de boas imagens e de metadados qualificados para compor uma experiência digital contextualizada ao público será determinante para que museus possam garantir a relevância de suas coleções na rede.
  É com foco na experiência virtualizada entre públicos que a 14ª Primavera dos Museus traz como tema Mundo Digital: Museus em transformação. Ação tradicionalmente presencial, neste ano de 2020 convidamos os museus a pensarem em como participar de uma semana de atividades desenvolvidas no ambiente da rede mundial de computadores.
   Durante a 14ª Primavera dos Museus, de 21 a 27 de setembro de 2020, o Museu do Piauí – Casa de Odilon Nunes realizará a Exposição Online “Reflexos Literários – Estéticas Artísticas de Inclusão” da artista piauiense Jasmine Ribeiro Malta em parceria com a Geleia Total.
   São dez telas convertidas em imagens para o acesso visual através de plataforma online devidamente acompanhadas pelo recurso da audiodescrição. O Objetivo é que os trabalhos expostos sejam amplamente acessados e desfrutados pelos visitantes. As limitações provocadas pelo estado de pandemia não permitem o acesso físico às obras, mas posteriormente elas serão apresentadas na área de exposição do Museu do Piauí com o contato manual sobre elas totalmente liberado, acompanhadas pelas Fichas Técnicas com impressão para a leitura em braile e o recurso de vídeo para LIBRAS (através de QR Code).
   As obras foram executadas enfatizando dois Elementos da Linguagem Visual: a Textura e a Cor, exatamente para que pudessem destacar as intervenções poéticas. Os textos são também de autoria da artista, e foram manuscritos em folhas de papel desgastadas pelo tempo, com todas as intervenções de manchas, rasuras e amassados bastante característicos; algumas receberam ainda a aplicação de papel artesanal e em uma há presença de renda bordada. Uma atmosfera bastante pessoal revelando facetas da ativa multiplicidade de Jasmine Malta.
   Jasmine Soares Ribeiro Malta é Professora, Artista Visual, Escritora, Designer de Interiores, Cervejeira Artesanal e Produtora Cultural. Junto ao seu trabalho, complementando a Exposição Online haverá também um momento para o diálogo com a artista e curadora através do “Cajuína no Museu”, às 20h do dia 24/09 pelo canal do Youtube da Geleia Total, com medição de Alisson Carvalho, Escritor e Artista Visual, e Elaini Pacheco, Professora do Educativo do Museu.
 Parabéns pelo lindo trabalho, não percam esse momento talentoso e significante para a arte piauiense abrindo espaço virtualmente para apreciadores do mundo inteiro.

Confira a programação da 14ª Primavera dos Museus:

 

Total
23
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas