O lirismo poético do jovem grupo piauiense Florais da Terra Quente

O EP com 3 faixas captadas ao vivo, fecha o ciclo do Marthe Sessions 2022 em grande estilo.

Florais da Terra Quente é um projeto coletivo de trabalhos autorais entre amigos compositores, músicos e outros colaboradores. Eles unem diferentes vertentes musicais e artísticas, visando a diversidade em meio à terra quente da capital do Piauí. Formado em 2018, o grupo chamou atenção do público já nos dois primeiros single/clipes, com milhares de plays nas plataformas de stream. Em 2020, o projeto apresentou seu primeiro álbum homônimo, com 9 canções autorais.

Para o MARTHE SESSIONS, projeto online do Marthe Festival, a banda apresentou 2 canções do álbum em versões ao vivo: “A Marte” e “O que Sobrar”, além de uma versão para “Correntes”, canção inédita nas plataformas de streaming, do cantautor piauiense Tio (Fabrício Santos). Eles foram o terceiro grupo a gravar, no sol quase do meio dia, em meio às flores de Ipê, árvore símbolo de Teresina.

“A Marte é uma música que tem um significado enorme pra mim, tanto por ter sido a minha primeira música como também pelo significado por trás dela. Como todos já devem imaginar é uma música sobre o amor, sobre a forma como a gente sente que ele tá presente quando estamos com alguém que gostamos. É uma música simples, tanto em acordes como talvez de letra em si, mas carrega toda essa bagagem imensa de sentimentos que tornam ela gigantesca. A Marte é o meu legado de amor até o momento”, explica a jovem cantora e compositora Yngla Hillary. 

“Essa música é muito especial pra nós porque a maneira como decidimos fazer o arranjo coincide com a história e a filosofia da banda. Antes da florais, já éramos artistas e compositores, mas nos juntamos nessa banda para criar um estilo que nos unisse e trouxesse o melhor de cada um. Isso coincidiu também com a composição ser quase como se fosse uma coletânea de comentários e experiências sobre o amor, fazendo nosso universo pessoal se tornar coletivo, e tornando o confessional em universal.

Por isso também que escolhemos ela para abrir o disco, acho que é a música mais “a nossa cara””, comenta o guitarrista e vocalista Artur Caldas sobre “O Que Sobrar”. 

“A música do Tio é muito especial, pra pelo menos três ou quatro membros da banda. Foi uma música que quando eu ouvi, me fez querer compor, criar coragem de mostrar minhas coisas pra mais gente”, complementa Artur.

A Marthe Sessions é um projeto online do Marthe Festival, evento produzido pelo Hominis Canidae em Teresina. O evento físico teve 3 edições entre 2017 e 2019, com mais de 50 apresentações em vários espaços da capital piauiense. A Sessions contou com cinco novos nomes da cena piauiense. “A experiência de gravar a session foi ímpar, desde a escolha do lugar à execução da performance. Até mesmo o posicionamento da banda gerou uma atmosfera bem intimista e o cenário foi responsável por “emoldurar” tudo isso. Também fomos privilegiados em poder participar desse projeto ao lado de outros artistas que admiramos e acompanhamos na cena musical. Deixamos aqui um agradecimento a todos que estavam por trás das câmeras, responsáveis pela produção e registro dessa session. Foi a união de todas essas coisas que fizeram desse momento algo único”, comenta a vocalista da Florais Maria Clara, sobre a experiência de tocar na Marthe sessions.

O projeto foi lançado no final de janeiro no canal do Hominis Canidae no Youtube e já conta com mais de mil e trezentas visualizações orgânicas (Veja aqui).


OUÇA O EP DA FLORAIS DA TERRA QUENTE NO MARTHE SESSIONS NO SEU STREAM PREFERIDO

Florais da Terra Quente no Marthe Sessions foi:

Marcelo Queiroz Moura Fé Santos (Violão, Voz)

Yngla Hillary Silva (Violão, Voz)

Maria Clara Leite Macêdo (Voz)

Juscelino Roberto Alves Filho (Violão e Voz)

Rafael Marques da Silva (Baixo)

João Baptista Mereu Filho (Violino)

Artur Caldas Meneses Pires Ferreira (Guitarra, Voz)

Evie Ferreira da Silva (Bateria)

Acompanhe a Florais da Terra Quente: https://www.instagram.com/FloraisDaTerraQuente/

O Marthe Sessions é um projeto aprovado na Lei Aldir Blanc pela prefeitura de Teresina, através da Fundação Monsenhor Chaves.

O Marthe Festival é um evento filiado a Associação Brasileira de Festivais Independentes (ABRAFIN).

Realização: Hominis Canidae

Produção: Diego Pessoa

Direção de vídeo: Javé Montuchó

Edição e montagem: Cleiton Santos e Javé Montuchô.

Edição e captação de Áudio: AUDMUS

Fotografia: Renata Fortes

Imagens: Káryston Soares, Cleiton Santos e Javé Montuchô.

Assessoria: #HominisDissemina

Design: Josnane

Marketing digital: R.A Marketing Digital.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens Relacionadas